Cid Gomes deve focar em coligações e segurar definição de candidato

A menos de 15 dias do fim do prazo eleitoral para definição dos candidatos à eleição em 2014, o governador Cid Gomes (Pros), tem nova reunião com líderes dos 22 partidos aliados hoje. Ainda que o candidato da base à sucessão de Cid seja a definição mais esperada, o encontro deve tratar de costurar coligações para as eleições proporcionais e firmar o apoio de siglas possíveis de debandar para aliança com o PMDB do senador Eunício Oliveira. 
O governador, durante o primeiro encontro na segunda-feira, 9, demonstrou preocupação com possíveis adesões do PSD e PSC ao PMDB e tratou de acalmar aliados insatisfeitos com a demora na definição da chapa majoritária. Na última semana, Cid esteve em Brasília cuidando de articulações.
Um dos encontros foi com lideranças do PSD. Segundo o líder do partido na Assembleia Legislativa, deputado Osmar Baquit, Cid se reuniu com o presidente nacional Gilberto Kassab, e o estadual, Almicir Pinto, na terça-feira. Apesar da divergência quanto a relações nacionais, o apoio ao candidato cidista no Ceará está garantido, disse Baquit.
Coligações
Um dos pré-candidatos ao Governo e ex-ministro Leônidas Cristino pontua que a definição do nome para a sucessão de Cid deve ficar para próximo do dia 29 – data da convenção do Pros. Por enquanto, o esforço deve focar na definição das coligações.
“A chapa proporcional também é sofisticada. Boa parte (dos partidos) se preocupa é com eleição de (deputados) estaduais e federais. Semana passada, a gente fez a prévia dos votos necessários para (eleger) federal e estadual. Amanhã devemos ter uma posição mais consistente”, afirmou Leônidas.
“É difícil balancear essa equação. Isso também é decidido, às vezes, no último minuto”, disse Leônidas, que disputará o Legislativo, caso não concorra ao Governo. Já Baquit aposta que coligações devem ser definidas hoje.
Saiba mais
Em Brasília, Cid esteve com o presidente nacional do Pros, Eurípedes Júnior. Foram definidas propostas que serão apresentadas ao plano de governo do PT.
As propostas se baseiam em acesso à água, reforma tributária, capacitação tecnológica e combate às drogas.
Segundo Leônidas Cristino (Pros), os temas nacionais também farão parte do plano de Governo para o Ceará com o acréscimo de necessidades específicas de cada região.
Segundo relato oficial, o encontro entre aliados de hoje debaterá diretrizes para o plano de gestão da chapa governista nas eleições.

Jonas Deison (Sobral Online), com informações  do Jornal O Povo

Curta e compartilhe:
1k