Festival Acordes do Amanhã: show Jazz Cigano, com Paula Tesser, Marcos Maia e grupo, acontece em Sobral nesta sexta, às 20h, no Arco do Triunfo

Nesta sexta-feira, 28/4, às 20h, um dos mais aplaudidos espetáculos da música cearense nos últimos tempos será apresentado em plena Avenida Beira-mar, em Fortaleza, nas proximidades do espigão em frente ao Boteco Praia. É o show Jazz Cigano, que reúne a grande cantora Paula Tesser, o aclamado violonista Marcos Maia e um super grupo para revisitar a obra do violinista e compositor belga Django Reinhardt. O show foi sucesso nos festivais Ceará Jazz Series, Festival Jazz & Blues, em Guaramiranga e Fortaleza, e Jazz em Cena e agora será apresentado em nova oportunidade para o público, pelo Festival Acordes do Amanhã, nesta sexta-feira, às 20h, no largo do Arco do Triunfo, em Sobral, com acesso gratuito para o público

O show reúne grandes nomes da cena musical cearense homenageando o violonista e compositor belga que criou uma vertente diferenciada para o jazz. Marcos Maia (violão), Paula Tesser (voz), Paulo Leniuson (violino), Claudio Miranda (contrabaixo acústico), Lucas Araujo (violão) e Marcelo Holanda (bateria) fazem uma apresentação marcada pela excelência da performance de todos os músicos, pela qualidade e diversidade do repertório escolhido em meio à vasta obra de Django e pelo ineditismo de um show dedicado ao jazz cigano (gipsy jazz, ou jazz manouche) em Fortaleza.

A primeira parte do show conta com clássicos do repertório de Django em releitura instrumental, enquanto a segunda segunda metade da apresentação é marcada pela cantora Paula Tesser brilhando na interpretação de canções de Django e de algumas composições escolhidas para serem interpretadas com a mesma abordagem musical do jazz cigano.

No repertório instrumental, “Minor swing”, um dos temas mais conhecidos de Django Reinhardt, mostrando logo de saída tanto a levada característica do violão cigano, chamada “la pompe” (“a bomba”); o suingue e a alegria de “Daphné”; o lirismo de “Anouman”, um das músicas mais belas do repertório do violonista belga; “Limehouse blues”, de P. Braham e D. Furber, um standard do blues para várias gerações; a desafiadora “Rythm futur”, tema mais experimental e de difícil execução.

Entre as canções, destaques como a contemplativa “Nuages”, outro dos temas mais revisitados do mestre do jazz manouche; “Que reste-t-il de nos amour”, de Charles Trenet e Léo Chauliac, um clássico da chanson francesa; a melódica e irresistível “Swing 42”, a suingada “Nature boy” e a marcante “Les yeux noirs”, o Hino dos Ciganos.

Mais sobre Django Reinhardt

Django Reinhardt inaugurou um capítulo na história do jazz, numa vertente europeia, apresentando ao mundo gravações de composições próprias com improvisações de uma linguagem peculiar e especial. Django não lia partituras nem tinha conhecimentos teóricos sobre música. Tocava “de ouvido”, como se diz comumente, uma tradição oral que se estende a muitos de seus descendentes musicais até os dias atuais. O músico nasceu em 23 de janeiro de 1910, em Liberchies, na Bélgica, e faleceu em Fontainebleau, na França, aos 16 de maio de 1953.

Mais sobre o Festival Acordes do Amanhã

Mais de 130 apresentações em oito cidades, das quais, seis no Ceará. Esse é o Festival Acordes do Amanhã, que acontece de 27 a 30 de abril, revelando a música como instrumento potencial para transitar e transformar diferentes esferas sociais, ocupando e recriando lugares de uma cidade possível.

No dia 27 (quinta-feira), o Festival será em Fortaleza, com 90 apresentações, das 7 horas da manhã até às 20h, em praças, mercados, terminais de ônibus, Beira-Mar, Vila do Mar e Cineteatro São Luiz. Nos três dias seguintes será em Sobral/CE, Orós/CE e São Luiz Gonzaga/RS (dia 28),  Aquiraz/CE e Cachoeira Dourada de Goiás/GO (29), Guaramiranga/CE (29 e 30) e São Gonçalo do Amarante/CE (30). Toda a programação é gratuita.

Em cena, os mais diversos grupos profissionais, de carreira consolidada na cena da música erudita e instrumental, como o Quinteto de Metais da Universidade Federal da Bahia (UFBA), grupo convidado para encerrar a programação em Fortaleza no dia 27 às 20h, no Anfiteatro da Beira-Mar. Também participam do Festival jovens estudantes de música de 18 instituições do país integrantes da Plataforma Sinfonia do Amanhã, tendo na arte uma ferramenta de transformação social, dando visibilidade aos trabalhos por elas desenvolvidos. No total, são mais de 1.000 artistas envolvidos em 130 apresentações.

O Festival Acordes do Amanhã é apresentado pela Enel Distribuição Ceará, a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, numa realização da Quitanda das Artes, Instituto Raimundo Vieira Cunha (IRVC) e Instituto BR Arte, com produção executiva da Cinco Elementos Produções e consultoria executiva da Marco Zero Produções.

SERVIÇO:

Show Jazz Cigano – Festival Acordes do Amanhã – Nesta quinta-feira, 27/4, às 18h, na Avenida Beira-mar, em Fortaleza, nas proximidades do espigão em frente ao Boteco Praia. Nesta sexta-feira, 28/4, às 20h, no largo do Arco do Triunfo, em Sobral. Sempre com acesso gratuito para o público. 

Curta e compartilhe:
1k

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará.
Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo.

Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226

Administrador:
Jonas Deison

Deixe uma resposta