Fortaleza terá blitze nos três turnos por tempo indeterminado

Um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidentes graves e com mortes no trânsito, a combinação de álcool e direção é alvo de fiscalização ampliada e contínua em Fortaleza desde ontem. Diferentemente da operação lançada no fim do ano passado, de acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), agora, as blitze devem se estender mesmo após o período de férias por tempo indeterminado.

A fiscalização intensiva, com atuação de uma equipe itinerante pela manhã e à tarde, além do período noturno, como de costume, deve ocorrer todos os dias.

A operação Lei Seca, parte da campanha Se Beber, Não Dirija foi lançada na manhã de ontem em blitz na avenida Godofredo Maciel, próximo à Lagoa da Maraponga. As blitze “relâmpago” terão tempo de permanência menor e serão realizadas em até quatro locais por turno. Os pontos de ação serão escolhidos tendo em vista as vias mais movimentadas da Capital.

“A ideia é ocupar o maior número de espaços possível porque não somente os abordados, mas os motoristas que passam pela via veem a presença da fiscalização”, explica o gerente de operação e fiscalização da AMC, Disraeli Brasil. Além de aproximadamente dez agentes da autarquia, a Operação Lei Seca conta com agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e da Guarda Municipal Fortaleza, totalizando 20 profissionais.

Ficalização

A ação, segundo Disraeli, é um relançamento da campanha Lei Seca, que se iniciou há quatro meses, e tem o objetivo de ampliar os horários. “Ela vinha sendo realizada apenas no período noturno de domingo a domingo e agora estamos estendendo para outros horários. Analisando dados estatísticos, percebemos que também ocorrem acidentes em decorrência do álcool no início da manhã”, cita.

Além de submetido ao teste do etilômetro — conhecido como bafômetro — o condutor será cobrado por itens de segurança, sistema de freio, iluminação e os documentos próprios e do veículo. Nos últimos quatro meses, foram realizados 13.532 testes de etilômetro, 61 foram positivos para alcoolemia e 260 condutores se recusaram a fazer. Panfletos educativos também serão distribuídos para orientar o motorista quanto ao perigo de dirigir após ingerir bebida alcoólica.

Consultor da iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, Dante Rosado explica que a Prefeitura tem aprimorado sistema de dados sobre o trânsito. “Além de coletar mais informações, é importante qualificar as informações dos acidentes para saber a hora, o local, perfil e as circunstâncias em que aconteceu para orientar as ações de segurança viária e desenho urbano”, destaca.

Legislação

Segundo o Código de Trânsito, dirigir sob efeito de álcool ou qualquer substância psicoativa é infração gravíssima com sete pontos na carteira.

A multa prevista é de R$ 2.934,70. Em caso de reincidência em até um ano, a pena financeira é aplicada novamente em dobro.

Curta e compartilhe:
1k

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta