Guarany de Sobral volta à Série A do Estadual 2017

O Campeonato Cearense de 2017 ainda nem começou, mas está repleto de polêmicas. Na tarde dessa terça-feira (27), o Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol do Ceará (TJDF-CE) acatou liminar e o Guarany de Sobral poderá participar da Série A do certame estadual no ano que vem.

No dia 12 de dezembro, a equipe sobralense tinha sido rebaixada para a Segundona Cearense, devido a não entrega da documentação exigida para comprovação de que o clube está em condição regular, com certidões de Regularidade Fiscal e de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), além da declaração do presidente ou contador do clube informando que a entidade está em dia com questões trabalhistas, previstos no Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (PROFUT). Com essa decisão, o Ferroviário herdou a vaga deixada pelo Cacique do Vale.

Reviravolta

Quando parecia que tudo estaria resolvido, mais uma reviravolta. Na quinta-feira (22), o clube do Alto Santo, desistiu de participar do Cearense, por causa de crise financeira. A prefeita da cidade, Iris Gadelha, na última segunda-feira (26), em entrevista ao Diário do Nordeste, confirmou a desistência.

A nova gestora alegou que não tem condições financeiras para arcar as despesas do clube na competição. Com isso, uma nova equipe participaria da elite do futebol cearense, o Floresta, que terminou na 4ª posição na divisão de acesso e já estava no aguardo da vaga.

Participa, não participa

Com a liminar deferida pelo presidente do TJDF-CE, Frederico Bandeira, o Cacique do Vale volta a ser dono da vaga na Série A do Cearense, rebaixando novamente o Ferroviário, que agora aguarda a confirmação da Federação Cearense de Futebol (FCF) sobre a desistência do Alto Santo para assumir a vaga restante. O Floresta, que seria beneficiado com a não participação de Guarany e do clube da região do Jaguaribe, volta a disputar a Segundona.

A diretoria do Ferroviário falou a respeito desse impasse. “É um imbróglio jurídico que interfere diretamente na competição e na preparação dos clubes. Estamos no aguardo, esperando o posicionamento da Federação Cearense que, atualmente está em recesso. Nosso setor jurídico está trabalhando no caso. No mais, só nos resta esperar mesmo”, declarou Valmir Araújo.

Cacique do Vale festeja

Mardônio Cavalcante, presidente do Guarany de Sobral, comentou sobre o ganho da liminar. “Foi uma vitória importante que dá uma tranquilidade para o grupo que já está trabalhando. Sabíamos que a fundamentação da Federação não tinha base”, disse o mandatário.

Mardônio é o quinto presidente do Cacique do Vale só neste ano. Antes dele, Veras Sousa, Erivaldo Mororó, Luís Torquato, Hélio Duarte comandaram o clube. Ele é preparador físico do Cacique do Vale e vereador em Redenção. Sobre o desafio de comandar o gigante do interior, falou: “Estou no clube há anos e sei da realidade e das dificuldades. Tínhamos que fazer algo para o Guarany não acabar”, disse.

No dia oito de janeiro, terá uma plenária do TJDF-CE que decidirá quem participará da Série A do Cearense.

Por Ideídes Guedes

Curta e compartilhe:
1k

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta