“Minha Casa, Minha Vida” não envia dinheiro ao Ceará há 45 dias

Míriam Belchior, ex-ministra do Planejamento e agora presidente da Caixa Econômica Federal, vai passar o Carnaval tranquila, mas, depois da folia, haja pepino para descascar. Do Ceará, por exemplo, ouvirá da área da construção civil que, há 45 dias, não chega um só centavo para o Programa Minha Casa, Minha Vida.
Segundo o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado e diretor do Sinduscon, Roberto Sérgio, quem sofre são cerca de 25 pequenas e médias construtoras envolvidas com seis mil unidades habitacionais em 50 canteiros de obras.
“Essas construtoras ameaçam demissão e a Caixa não resolve”, acentua ele, sem precisar volume da dívida. O Sinduscon e Fiec baterão à porta de dona Belchior, naquela de que ninguém do setor nasceu para ser apenas um rapaz latino-americano.

Com Informações do Jornal O Povo

Curta e compartilhe:
1k