Moses Rodrigues defende Cerrado e Caatinga como patrimônio nacional

Nesta semana, a PEC 504/2010, que inclui o Cerrado e a Caatinga na relação constitucional de biomas reconhecidos como patrimônio nacional, volta a ser pauta na Câmara dos Deputados.

A partir do projeto passam a integrar ao Patrimônio Nacional os biomas que representam juntos 1/3 do território brasileiro e englobam 14 estados, 1.927 municípios (34% dos municípios brasileiros) e abrigam 30% da população do país.
“Estamos abordando dois importantes biomas esquecidos em nossa Constituição. A PEC faz justiça à Caatinga e ao Cerrado, uma vez que trata de patrimônios nacionais”, revela Moses Rodrigues.
Curta e compartilhe:
1k