Pesquisa revela melhores carros na hora da revenda

O SUV HR-V, da Honda foi o campeão da 4ª edição do “selo maior valor de revenda – autos, da agência auto informe”, que este ano contou com 19 categorias. Ele teve só 8,8% de depreciação em um ano de uso. Em Fortaleza, na concessionária nova luz, ele custa r$ 87.900, na versão hr-v lx cvt.

Para Oduenavi Ribeiro, diretor da concessionária, o modelo se destaca pelo conforto interno, versatilidade, ótimo custo-benefício e alto valor de revenda.

Na prática, são 19 contra 17 segmentos do ano passado, com a adição de híbrido/elétrico e picape compacta, com a entrada dos modelos fiat toro e renault oroch em nosso mercado. Além dessas inclusões, os organizadores – depois de quatro edições e de constatar em seus estudos a evolução das marcas em relação ao valor médio de revenda do portifólio – decidiram homenagear a montadora que mais evoluiu em um ano. É a segunda vez que o modelo leva essa premiação. O prêmio foi entregue a paulo takeuchi (diretor executivo de relações institucionais – honda).

“Em 2016, o índice de depreciação médio dos produtos da Citroën era de 18,1%. Depois de um ano, a desvalorização média da montadora passou a ser de 12,4%, ou seja, houve uma evolução de 5,7 pontos percentuais”, explica joel leite, diretor da auto informe e criador do selo maior valor de revenda, “equivalendo-se à média ponderada de depreciação das melhores marcas do mercado brasileiro”. O estudo aponta também a Kia Motors e a Nissan, respectivamente, em segundo e terceiro lugares no índice anual de evolução de valor de revenda.

Outros dezoito modelos foram contemplados pelo selo maior valor de revenda – autos 2017 respectivamente em suas categorias: range rover evoque (crossover – 16,7%), volkswagen up (hatch entrada – 9,3%), chevrolet onix (hatch compacto – 9,2%), volkswagen golf (hatch médio – 12,0%), mercedes-benz a200 (hatch premium – 14,3%), toyota prius (híbrido/elétrico – 11,3%), honda fit (minivan/monovolume – 9,7%), volkswagen golf variant (perua – 15,9%), volkswagen saveiro (picape pequena – 11,8%), fiat toro (picape compacta – 9,3%), toyota hilux (picape média – 14,2%), hyundai hb20s (sedã entrada – 10,2%), honda city (sedã compacto – 10,3%), toyota corolla (sedã médio – 9,3%), ford fusion (sedã grande – 14,5%), jeep compacto (suv compacto – 9,1%), volvo xc60 (suv médio – 15,2%) e toyota sw4 (suv grande – 12,7%), além do próprio honda hr-v na categoria SUV entrada, com 8,8% de depreciação.

A pesquisa considerou os 132 modelos zero km mais vendidos de 24 marcas. Além das marcas/modelos vencedores desta 4ª edição do selo maior valor de revenda – autos, foram analisados modelos das marcas Audi, Chery, Citroën, Ford, Jac, Jeep, Kia Motors, Lifan, Mini, Nissan, Peugeot, Renault, Subaru e Suzuki.

Segundo Joel Leite, “seis modelos vencedores desta edição pioraram suas posições em relação à terceira edição do estudo, com índices de depreciação maiores. São os casos do volkswagen up, chevrolet onix, volkswagen golf variant, toyota hilux e o volvo xc60. Até mesmo o honda hr-v, campeão geral no ano passado com índice de 4,5%, caiu este ano, ficou com uma depreciação de 8,8%. Em compensação, outros cinco modelos evoluíram, como o Volkswagen Golf, Honda Fit, Hyundai HB20s, Honda City e Toyota Corolla, além dos Mercedes-Benz a200, Volkswagen Saveiro, Ford Fusion e Jeep Compass, que venceram este ano”.

Na avaliação de Joel Leite, “as variações negativas dos índices de depreciação são ínfimas, mas podemos traduzir como um sinal de alerta às fabricantes e às importadoras porque o selo maior valor de revenda pesquisa os valores praticados de carro zero km comparando-os com esses mesmos modelos um ano depois. A depreciação depende de vários fatores: do tamanho do carro, da marca, da rede de revendedores, do cuidado que a marca tem em relação ao pós-vendas, ao segmento, a origem, ao fato de ter grande volume de venda, à sua aceitação no mercado. Daí a importância do selo”.

Depois de quatro edições, o selo maior valor de revenda – autos revela também os modelos tetracampeões: chevrolet onix, volkswagen golf, honda fit, toyota hilux, hyundai nb20s e toyota corolla.

O estudo de depreciação de veículos automotores feito pela agência autoinforme, com base na cotação da molicar, é o indicador dos ganhadores do selo maior valor de revenda – autos 2017. A comparação foi feita entre o preço praticado do carro zero km em agosto de 2016 e o preço do mesmo carro (portanto com um ano de uso) doze meses depois. Foram considerados os preços praticados no mercado de carros zero em agosto de 2016 e não os preços de tabela. O estudo considera as diversidades ocorridas no mercado na época da cotação.

Destaques

Volkswagen up foi o líder em sua categoria no valor de revenda: – 9,3%; na categoria hídrido, o Toyota Prius ganhou, com – 11,3%; já em picape compacta, a Fiat Toro ganhou com – 9,3%; a pesquisa considerou os 132 modelos zero km mais vendidos de 24 marcas

Vencedores

Suv: Honda HR-V – 8,8%

Hatch compacto: Chevrolet Onix -9,2%

Minivan/monovolume: Honda Fit – 9,7%

Picape média Toyota Hilux: – 14,2%

Sedan médio: Toyota Corolla -9,3%

Sedan compacto: Honda City -10,3%

Suv grande: Toyota SW4 -12,7%

HATCH MÉDIO: Volkswagen Golf – 12%

Crossover: Land Rover Evoque – 16,7%

Fonte: Agência Auto Informe

Curta e compartilhe:
1k

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará.
Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo.

Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226

Administrador:
Jonas Deison

Deixe uma resposta