Por falta de moradia, famílias estão invadindo terrenos em Sobral

Apesar do programa “Minha Casa Minha Vida”, a prefeitura entra em pânico e tenta resolver o problema nessa quinta-feira 19, numa reunião agendada com os invasores que já demarcaram cerca de dois hectares de terras nos bairros Recanto II e na Betânia, por trás da UVA.

Eles não aceitam a oferta de morar no Novo Caiçara do Minha Casa Minha Vida, alegando o alto índice de violência no local. Recentemente 1.100 apartamentos foram entregues, o condomínio com apenas seis meses já sofre com depredação e violência. Mais 2.200 estão na fase de acabamento para serem habitadas.

A reunião será na manhã dessa terça, na sede da associação dos moradores da Vila Recanto, a partir das 8h da manhã. Semana passada, famílias inteiras pegaram a prefeitura de surpresa quando já estavam levantando as paredes de diversas moradias. A prefeitura logo se apressou em fazer um acordo, prometendo resolver o problema e alocar todos os manifestantes. Algumas famílias alegam que já se escreveram no programa Minha Casa Minha Vida, faz quatro anos, mas nunca foram chamadas. “Quem não precisa já ganhou”, reclamam. Eles denunciam ainda que tem pessoas com até duas ou três casas alugadas no programa em Sobral.
Confira o vídeo
Curta e compartilhe:
1k