Reservatórios de Sobral estão com menos de 15% da capacidade de armazenamento

Reservatórios que abastecem o município de Sobral estão com menos de 15% do volume máximo de armazenamento. A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) ressalta que é necessário racionalizar o uso da água.
A maior cidade da região Norte é abastecida atualmente por dois reservatórios. O Jaibaras, que conta com 15% do volume máximo, e o Taquara, que tem apenas 12% da capacidade. O volume é considerado crítico pela Cogerh, tendo em vista que o açude Araras deixou de liberar água para Sobral desde o ano passado.
Na avaliação do presidente da Cogerh, João Lúcio, é necessário racionalizar o uso da água, incluindo a redução de perdas, para que a cidade consiga atravessar o ano. “Nós já testamos trabalho esse processo de racionalização de uso na cidade de Sobral. Trabalhamos junto com o SAAE [Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sobral] para diminuir perdas e começar um trabalho de conscientização do usuário individual para que ele possa economizar água”.
Questionado sobre a possibilidade de implantação de uma tarifa de contingência, semelhante ao que aconteceu em Fortaleza, quando os usuários tiveram de reduzir o consumo em 10% e sobre a demanda extra é cobrada uma tarifa mais cara, João Lúcio disse que a decisão cabe ao SAAE de Sobral, que é uma autarquia municipal. Ele diz que a Cogerh já se reuniu com a instituição para que algumas providências sejam tomadas.
A previsão da Funceme aponta para um quinto ano consecutivo de seca no Ceará. O conjunto de reservatórios do estado acumula apenas 12% do volume máximo.
Com Informações do Tribuna do Ceará
Curta e compartilhe:
1k