Advogada dá orientações jurídicas a quem vai participar das manifestações

A advogada sobralense Jamille Teles de Lima, sócia do escritório Teles & Moura Advocacia e Consultoria Jurídica, lançou na tarde desta quinta-feira (20), dia em que os sobralenses irão as ruas protestar contra a insegurança que assola o município, algumas orientações jurídicas para quem vai participar da manifestação.

Torcemos para que haja bom senso tanto da parte dos manifestantes como da parte dos órgãos de segurança. Nós estaremos na rua como cidadão para também protestar contra a insegurança coletiva que castiga a todos os sobralenses, mas também estaremos como jornalista registrando tudo para nossas páginas no Facebook, Twitter e Instagran.
AS ORIENTAÇÕES
1. A polícia PODE te deter, por alguns minutos, para “averiguação”. Ou seja, para verificar se você está carregando bombas, armas, drogas, etc. A polícia NÃO PODE te prender para averiguação, te jogar em um camburão, e te levar para a delegacia;
2. Se você for pego cometendo algum crime (independente das razões para isso), você poderá ser preso. Se você estiver portando drogas, bombas, armas, ou estiver depredando o patrimônio público, a polícia PODE te prender e te levar para a delegacia;
3. Você tem o direito de permanecer calado diante de qualquer pergunta, de qualquer autoridade. Você também tem direito, na delegacia, de contar com o auxílio de um advogado. Se você for preso, levado para a delegacia, e quiserem tomar o seu depoimento, EXIJA um advogado presente. Se não permitirem a presença de um, dê como declaração o seguinte: “PERMANECEREI EM SILÊNCIO, PORQUE ME FOI NEGADO O DIREITO DE TER UM ADVOGADO ACOMPANHANDO ESTE ATO”. Isso tem que ficar documentado no papel. Se o delegado ou o agente da polícia civil se negar a colocar isso no papel, NÃO ASSINE NADA!
4. Na delegacia, LEIA TUDO ANTES DE ASSINAR! Se o que estiver escrito não for a realidade, ou se você não disse alguma coisa que está escrita, NÃO ASSINE;
5. Se você for preso, não adianta discutir com o policial. Não reaja. Anote o nome de todos. Grave-os na sua memória. Se você vir alguém sendo preso, FILME! E, se souber o nome de quem está sendo preso, colete outros nomes ao redor, com telefone para contato, que poderão no futuro servir de testemunhas. Após, entre em contato com a pessoa que foi presa e repasse as informações.
6. Qualquer revista da polícia, em você ou em mochilas, DEVE SER FEITA NA PRESENÇA DE TODOS. A polícia NÃO PODE pegar a sua mochila e ir verificá-la longe dos olhos de todos.
7. Se você estiver machucado, EXIJA ATENDIMENTO MÉDICO IMEDIATO, mesmo antesde ir para a delegacia. A sua saúde deve ser mais importante do que a sua prisão.
8. Alguém foi preso ou está precisando de auxílio de algum advogado, entre em contato.
9. E o mais importante: viu alguém sofrendo qualquer tipo de abuso? FILME! A polícia levoua mochila para revistar, sem o acompanhamento de ninguém? FILME! Viu alguém sendo preso por portar coisas legais, como vinagre ou máscaras, FILME! Anote o nome dos policiais que abusarem. Se ele não estiver portando alguma identificação, TIRE UMA FOTO! Depois buscaremos, com esses dados e com essas provas, a responsabilização do Estado e do policial que cometer os abusos.

Informações: Rubens Lima

Um comentário em “Advogada dá orientações jurídicas a quem vai participar das manifestações

  • 23/06/2013 a 00:51
    Permalink

    me dá o nome dessa irresponsável que eu quero mostrar o que na realidade com esses comentários o é LEI. SOU MESTRE EM DIREITO. A leve droga, faça baderna seja vagabundo pensando que vai ficar por aluns segundos detido.

Comentários estão encerrados.