Ao som do “meme do caixão”, festa gera aglomeração no Crato; Secretaria de Segurança nega evento

Em meio ao período mais agudo da segunda onda da pandemia no Brasil, com recordes consecutivos no número de mortes por Covid-19, empresários e digitais influencers da Região do Cariri, no Sul do Ceará, participaram de uma festa clandestina às margens do açude Umarí, zona rural do Crato, na noite de sábado, 3.

Em vídeo que circula nas redes sociais, os participantes do evento são vistos dançando ao som de uma versão do forró da música conhecida como “meme do caixão”. Todos estavam sem máscara e desrespeitando as demais medidas de prevenção ao novo coronavírus.

Fonte ouvida, sob condição de anonimato, que diz ter participado da festa, afirmou que o evento foi promovido para a inauguração de um píer flutuante. Revelou, ainda, que eventos festivos acontecem com frequência aos fins de semana na mesma localidade.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Crato (SSPC) negou que o evento tenha acontecido. “Sobre vídeo que circula nas redes sociais em alusão a uma festa que teria acontecido nesse final de semana, no Açude Umari, informamos que as equipes de segurança do Município, com a Polícia Militar, estiveram na referida localidade, e não foi constatada nenhuma festa”.

A fonte ouvida pela reportagem, no entanto, diz que os agentes de fiscalização da Guarda Municipal não compareceram ao local da festa, que foi realizada em propriedade privada.

A SSPC reforçou que a ocorrências de eventuais festas clandestinas – proibidas pelo decreto de isolamento social – devem ser denunciadas ao Centro Integrado de Operações e Emergências Municipais (CIOEM), por meio telefone 153 ou à Polícia Militar, através do 190.

O caso será investigado pela Polícia Civil, através da Delegacia Regional do Crato, que abriu inquérito para identificar os responsáveis pelo evento.

Confira registro de festa clandestina de influencers e empresários no Crato

 

Deixe uma resposta