Bolsonaro recua e cancela estudos para privatização de unidades básicas de saúde

Diante da repercussão negativa nas últimas 24h, o presidente Jair Bolsonaro revogou, nesta quarta-feira (28), o decreto que autoriza a realização de estudos para parcerias público-privadas para construção e administração de unidades básicas de saúde.

A medida, assinada nessa terça-feira (27), foi criticada por parlamentares, ex-ministros de Saúde e especialistas na área, que viram nela um caminho para privatização do Sistema Único de Saúde (SUS).

Nesta quarta, Bolsonaro disse, em suas redes sociais, que o texto do decreto em nenhum momento citou a palavra “privatização”. Apesar disso, o presidente revogou o decreto.

Fonte: Jornal Jangadeiro

Deixe uma resposta