Camilo Santana não comenta possível apoio de Lula a Eunício Oliveira

Camilo, Izolda e Mauro fizeram campanha em conjunto habitacional
O candidato ao Governo do Estado pelo PT, Camilo Santana, preferiu não comentar a possibilidade de o ex-presidente Lula vir ao Ceará pedir votos para seu principal adversário nessa corrida eleitoral, o senador Eunício Oliveira (PMDB). O peemedebista garante que Lula fez recentemente essa promessa. “Só posso dizer que sou o candidato do PT, estou coligado a 18 partidos e meu número é o 13”, disse Camilo, de forma sucinta.
O apoio de Lula à candidatura de Eunício Oliveira seria uma forma de garantir que o senador pelo PMDB não desembarcasse da campanha de Dilma Rousseff pela reeleição, indo para o lado do também presidenciável Aécio Neves, cujo partido, o PSDB, integra a chapa de oposição no Ceará.
Antes de responder sobre a postura de Lula no Ceará, Camilo, ao lado do candidato ao Senado Mauro Filho (Pros) e de sua candidata a vice Izolda Cela, visitou moradores do Residencial Cidade Jardim, conjunto habitacional próximo à Avenida Presidente Costa e Silva (Perimetral). Os candidatos majoritários da coligação “Para o Ceará seguir mudando” fizeram corpo a corpo com moradores, entraram em alguns apartamentos e, num deles, pediram um pouco de café à dona da casa.
O Cidade Jardim é resultado do programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida, que no Ceará é desenvolvido pela Secretaria das Cidades, pasta que Camilo comandou de 2010 até setembro do ano passado. Em fevereiro deste ano, foram entregues 512 das mais de cinco mil unidades habitacionais do residencial, destinado à população com renda mensal de 0 a 3 salários mínimos.
Promessas
Durante a visita, Camilo prometeu, se eleito, incrementar a parceria do Estado com o governo federal no setor habitacional. “Pretendo garantir casa para as pessoas que moram em áreas de risco no Ceará, trocar as casas de taipa das pessoas que moram na zona rural por casas de tijolos, de alvenaria, e também garantir o papel da casa para as pessoas que moram nas áreas urbanas das cidades”.
Os vereadores Adail Júnior (Pros) e Acrísio Sena (PT) e o deputado estadual Dedé Teixeira (PT) acompanharam Camilo, Izolda e Mauro na visita. Em certo momento, enquanto a chapa cumprimentava moradores, Dedé disse: “São servidores públicos, não são empresários não”, em referência a Eunício, Roberto Pessoa (PR), e Tasso Jereissati (PSDB), integrantes da chapa majoritária da coligação “Ceará de todos”.

Jonas Deison (Sobral Online), com informações  d´O Povo