Carteiros devem retornar ao trabalho no Ceará nesta sexta-feira (14)

Os carteiros do Ceará devem retornar às atividades nesta sexta-feira (14) após o Tribunal Superior do Trabalho (TST)  julgar, nesta quarta-feira (12), por unanimidade, abusiva a greve dos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Segundo a decisão, ficou determinado o encerramento da paralisação e o retorno ao trabalho até à zero hora desta sexta-feira (14). O não cumprimento da decisão acarreta multa diária de R$ 20 mil a ser paga pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) e em benefício da União.
A paralisação dos servidores dos Correios dura 42 dias. Durante a greve, cerca de 250 carteiros deixaram de trabalhar no Ceará.  De acordo com o diretor-geral dos Correios do Ceará, Haroldo Aragão, serão necessários pelo menos dez dias para normalizar a entrega de correspondências.
Desconto
Os ministros do TST decidiram ainda, por maioria, o desconto de 15 dias no salário de abril dos empregados referentes aos 42 dias de greve, com a compensação de 27 dias restantes. Isso de acordo com o voto do relator do dissídio coletivo de greve na SDC, ministro Márcio Eurico Vitral Amaro.

Jonas Deison (Sobral Online), com informações do G1