Ceará negocia compra direta de vacinas da Pfizer, e retorno da empresa deve ocorrer em até 15 dias

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) negocia uma compra direta de doses contra a Covid-19 da fabricante Pfizer. Esta é a segunda tentativa de aquisição junto à fabricante sem o envolvimento do Governo Federal. A informação foi repassada na manhã desta terça-feira (10) pelo titular da Pasta, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, que espera um retorno da empresa em até duas semanas.

“Eu tenho muita esperança que nos próximos 15 dias a gente tenha alguma notícia sobre essa aquisição”, ponderou o secretário em entrevista ao Sistema Verdes Mares, sem detalhar a quantidade de doses que está sendo negociada.

Com o possível envio do imunizante, a população local entre 12 e 17 anos também será incluída no cronograma, já que a única vacina autorizada para essa faixa etária é a da Pfizer. Após a administração de pelo menos a primeira dose em maiores de idade, prevista para este mês de agosto, a estimativa da Sesa é alcançar os adolescentes em setembro.

“A gente espera até o final de agosto vacinar toda a população de até 18 anos. Dependendo da quantidade do período e da aquisição de outras vacinas, nós queremos entrar na população mais jovem. Eu tenho aqui uma esperança que até meados de setembro a gente tenha parte dessa população entre 12 e 18 anos vacinada”

TRATATIVAS

O primeiro contato feito à Pfizer ocorreu ainda no ano passado, mas Dr.Cabeto justificou que o processo não evoluiu porque o Ministério da Saúde estava em negociação ativa. Com as recusas do Executivo, no entanto, um novo pedido de compra foi encaminhado à fabricante.

“Estamos trabalhando desde o ano passado com outras fabricantes, entre eles a Pfizer. Tanto eu quanto o governador encaminhamos à Pfizer solicitação de compra, que na época não foi possível por conta de negociação direta com o governo federal. Agora nós estamos de novo tratando isso”, afirmou.

Pela ordem, o Ministério da Saúde é quem tem prioridade na negociação e compra com os fabricantes. Essa nova tentativa é uma estratégia encontrada pelo Governo local para agilizar a aplicação de doses no Ceará, um dos estados que recebe menos doses do país.

CORONAVAC

Um outro contrato para aquisição direta de três milhões de doses da vacina CoronaVac, em parceria com o laboratório Sinovac e Instituto Butantan, foi assinado nessa segunda-feira (9) pela Secretária da Saúde do Estado do Ceará. Ainda segundo Dr. Cabeto, o volume deverá desembarcar em Fortaleza já no próximo dia 25 de agosto.

Metade do lote, isto é, 1,5 milhão de doses, será usado para aplicação rápida de D1. A estimativa da Sesa é aplicar esse volume em apenas dois dias em uma logística que já está sendo discutida com os gestores dos 184 municípios do Ceará.

“Nós já começamos a negociar com os prefeitos para nós termos uma metodologia que em dois dias a gente aplique todas as doses que chegarão ao Ceará. Fazendo uma metodologia semelhante ao que a gente faz na eleição. Essa é a estratégia que estamos desenhando. Desta forma, 1,5 milhão de doses seriam aplicadas entre os dias 25 ou 26 e o dia 28 de agosto”, declarou ao SVM.

Fonte: Diário do Nordeste 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.