Ciro Gomes é condenado a indenizar Lúcio Alcântara em R$ 20 mil

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) foi condenado a pagar R$ 20 mil de indenização ao ex-governador do Ceará, Lúcio Alcântara, por danos morais. O episódio envolve entrevista concedida em 2012, na qual Ciro teria dito que, durante a campanha de 2010, Lúcio autorizou o envio de notícia falsa para a revista Veja com o intuito de prejudicar o seu irmão Cid Gomes (PDT), então governador e candidato à reeleição.

De acordo com a sentença, Ciro também declarou, durante a entrevista, que Lúcio seria alvo de um processo movido por ele e estaria se escondendo da Justiça porque não teria como se defender. Ele contou que o ex-governador só compareceu a uma audiência após sofrer ameaças “debaixo de vara, para aprender e largar de ser sem vergonha”. Lúcio nega.

A decisão do juiz de 1ª Vara considera que o relato de Ciro, feito durante participação no programa Memória Viva, da TV O POVO, deu margem a “diversos comentários, tratando-se de palavras pesadas, desacompanhadas de provas e fundamentos”. O ex-ministro, por sua vez, ainda pode recorrer da decisão.

Na sentença, o magistrado fixou o valor de R$20 mil considerando suficiente para compensar o dano e após verificar que seus efeitos não se estenderam.

“A notícia foi veiculada em todo o Estado do Ceará, em programa televisivo, a despeito das palavras serem ofensivas. O teor das mesmas não justifica que o réu seja condenado a pagar valor acima de R$ 20. 000,00, o que considera razoável para compensar o dano sofrido pela vítima, uma vez que não há prova de extensão do dano”, decidiu.

Informações: O Povo

Deixe uma resposta