Com falta de CoronaVac, municípios enfrentam problemas em aplicar segunda dose da vacina contra Covid-19, no Ceará

A falta do imunizante CoronaVac nos estoques de municípios cearenses tem afetado a aplicação da segunda dose da vacina contra Covid-19 para públicos como os idosos. Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza, e Juazeiro do Norte, no Cariri, são duas cidades que enfrentaram problemas com essa etapa da imunização nesta quarta-feira (28).

O problema acontece um dia depois de Magda Almeida, secretária Executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do estado (Sesa), afirmar que o estado precisa focar na vacinação com segunda dose. Contudo, o próprio Ministério da Saúde afirmou a dificuldade no fornecimento da CoronaVac.

Idosos que buscaram a segunda dose da vacina contra Covid-19 em Horizonte tiveram de retornar para casa sem o imunizante, pois o governo municipal não possui doses da CoronaVac, de acordo com Lúcia Gondim Feitosa, secretária de saúde do município.

“Estávamos fazendo D2 [segunda dose] de CoronaVac, mas por falta de insumo, realmente a gente deu essa parada, enquanto chega do estado. Paramos pela falta. Algo que todo o Brasil está passando por essa situação”, explica Lúcia.

Ela revela que na última sexta-feira (23), o município recebeu apenas 170 doses de CoronaVac, que já foram aplicadas, mas Horizonte continua a vacinação com as segundas doses de Astrazeneca/Oxford em idosos acima de 75 anos e aqueles institucionalizados.

Fonte: G1

Deixe uma resposta