Como fica a situação de Lula depois da decisão do Supremo?

Ainda que deixe a prisão nesta sexta-feira ou nos próximos dias, beneficiado pela decisão do STF, Lula continuaria enquadrado na Lei da Ficha Limpa, o que o impediria de disputar eleições.

O petista estaria solto, mas não inocentado, já que condenado em segunda instância na Lava Jato. Aguardaria em liberdade a apreciação de todos os seus recursos no caso do triplex do Guarujá.

Apenas o julgamento de suspeição de Sergio Moro, também no Supremo, pode invalidar a condenação e levar o seu processo para a estaca zero.

Nesse caso, e apenas nesse, Lula recupera seus direitos políticos, o que lhe garante passe-livre para concorrer até mesmo ano que vem, já que o STF decide ainda em novembro se Moro foi ou não parcial nos processos do petista.

Um detalhe: o julgamento não é no plenário, mas na Segunda Turma, formada por Cármen Lúcia, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin. Desses cinco, três votaram hoje contra a prisão em segunda instância.

Lula também deve se beneficiar de outra decisão da Corte: a que determinou que os réus delatados apresentem alegações finais depois dos delatores. A mudança interfere no caso do sítio de Atibaia, no qual o ex-presidente foi condenado em primeira instância e aguarda julgamento de recursos no TRF-4.

Saldo da história: Lula obteve grande vitória nesta quinta-feira, mas a sua defesa aposta mesmo é na suspeição de Moro. Como a maré para a Lava Jato virou no Supremo, não é de se surpreender se a Corte julgar que Moro foi parcial.

Lula está preso em Curitiba desde abril de 2018
Lula está preso em Curitiba desde abril de 2018

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta