Desenvolvimento econômico de Sobral é referência regional

A economia desta importante cidade do Norte do Ceará, mesmo com a crise econômica em todo o País, vem crescendo, principalmente os setores industrial, agrícola, serviço e empreendedorismo. Com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 3.387.605.000, (IBGE 2010) o Município acrescentou mais R$ 399.998.000, valor superior a toda riqueza do município de Crateús, no Sertão dos Inhamuns, que tem um PIB de R$ 384.606,00 (IBGE 2010).

Sobral é a quarta economia do Estado, perdendo para Fortaleza, Maracanaú e Caucaia. É a maior do Interior do Ceará e a terceira maior do Interior nordestino. É também o maior centro universitário do Interior do Ceará. Com 203.682 habitantes, é o quinto município mais povoado do Estado e o segundo maior do Interior, com taxa de urbanização de 88,35%.

É também o segundo município mais desenvolvido do Estado do Ceará, atrás apenas de Fortaleza, segundo o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Sobral também é líder em trabalhadores com carteira assinada no Interior do Ceará e possui a quarta maior arrecadação em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Estado, atrás de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia. O município também é destaque nas exportações, sendo o único do Interior que compete com a Capital na liderança nas exportações do Estado. A cidade é considerada, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma Capital Regional.

História de sucesso

Allison Aragão, 39, empresário do ramo de calçados, começou a trabalhar aos 13 anos, com o seu pai. Aos 18 anos montou seu próprio negocio e sempre comprou de Sobral para valorizar o mercado da região. Com a crise economia, para se diferenciar dos seus concorrentes, criou um crediário de maior parcelamento da cidade para seus clientes e assim se sobressaiu. Hoje com três lojas e já pensando na criação da quarta, ele faz o diferencial no mercado da Zona Norte e já está indo para outros mercados como a construção civil e loteria. “Gosto sempre de estar em vários ramos, pois, quando a crise atingir em um setor, posso me dedicar ao outro que não foi atingindo”, afirma.

Análise do contexto

Segundo Joyciane Coelho Vasconcelos, mestre em Economia e doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema/UFC), a situação econômica vem causando preocupação em toda população, pois o mercado de trabalho vem sendo afetado pela recessão econômica. “O governo está utilizando políticas econômicas, como a monetária e a fiscal, contracionistas, ou seja, diminuindo a demanda e consequentemente a taxa de desemprego aumenta”, explica.

“Em relação a Sobral, a evolução do emprego, de acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) – Cadastro geral de empregados e desempregados, mostra que, em 2014, o total de pessoas cadastradas para os setores de atividade econômica no mês de dezembro foi de 13.450, tendo como total desligadas 14.031, ou seja, uma redução de 1,20%. Em 2015 o total foi de 10.601 e o total desligadas 13.491, um redução de 6,15%. Observa-se que o impacto foi bem maior em 2015, se comparando com 2014. Já para 2016, no mês de agosto, o total de pessoas cadastradas foi de 6.227 e desligadas de 8.803, uma redução de 5,82%”.

Para ela, em longo prazo, deve melhorar a situação econômica, pois o empresário só vai investir e empregar quando a economia voltar a crescer. “Espera-se que 2017 tenha uma estagnada para que a recuperação efetivamente aconteça somente a partir de 2018”, acredita.

Com Informações de Adam Cunha

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta