Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno

Após o resultado do primeiro turno das eleições municipais, ocorrido no último dia 15, eleitores de 57 cidades brasileiras irão retornar às urnas hoje (29), para decidir, em segundo turno, quem ficará à frente do Executivo municipal pelos próximos quatro anos. Pela legislação, o segundo turno ocorre apenas em cidades com mais de 200 mil eleitores.

Os eleitores devem comparecer às urnas entre as 7h e as 17h deste domingo. Nas primeiras três horas do pleito (das 7h às 10h), a prioridade é para pessoas com mais de 60 anos.

Do total de municípios onde ocorrerá o segundo turno, 18 são capitais. Sete capitais brasileiras elegeram seus prefeitos no primeiro turno, pois os primeiros colocados obtiveram mais de 50% dos votos válidos. Foram reeleitos os prefeitos de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), com mais de 63% dos votos válidos; de Curitiba, Rafael Greca (DEM), com quase 60%; de Natal, Alvaro Dias (PSDB), com 57%; de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), e de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), ambos com cerca de 53% dos votos. Em Salvador, o vice-prefeito Bruno Reis (DEM) venceu com 64%. Em Palmas, a atual prefeita, Cinthia Ribeiro (PSDB) foi reeleita com 36%.

Macapá teve a eleição suspensa em razão do apagão que atingiu o Amapá. O primeiro turno na capital amapaense será em 6 de dezembro e o segundo turno, caso o primeiro colocado não obtenha mais de 50% dos votos válidos, será em 20 de dezembro. Já a capital federal, Brasília, não tem disputa para o cargo de prefeito, uma vez que o chefe do Executivo é o governador.

Ainda de acordo com o TSE, o índice de abstenção no primeiro turno no país foi de 23,14%. Nas eleições municipais de 2016, o índice de abstenção no primeiro turno foi de 17,58%.

Confira as 18 capitais onde haverá segundo turno:

Aracaju: Edvaldo Nogueira (PDT) e Danielle Garcia (Cidadania) Belém: Edmilson Rodrigues (PSOL) e Delegado Eguchi (Patriota) Boa Vista: Arthur Henrique (MDB) e Ottaci (Solidariedade) Cuiabá: Emanuel Pinheiro (MDB) e Abílio Júnior (Pode) Fortaleza: Sarto Nogueira (PDT) e Capitão Wagner (Pros) Goiânia: Maguito Vilela (MDB) e Vanderlan Cardoso (PSD) João Pessoa: Cícero Lucena (Progressistas) e Nilvan Ferreira (MDB) Maceió: Alfredo Gaspar (MDB) e JHC (PSB) Manaus: Amazonino Mendes (Podemos) e David Almeida (Avante) Porto Alegre: Sebastião Melo (MDB) e Manuela d’Ávila (PCdoB) Porto Velho: Hildon Chaves (PSDB) e Cristiane Lopes (PP) Recife: João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) Rio Branco: Socorro Neri (PSB) e Tião Bocalom (PP) Rio de Janeiro: Marcelo Crivella (Republicanos) e Eduardo Paes (DEM) São Luís: Eduardo Braide (Pode) e Duarte Júnior (Republicanos) São Paulo: Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) Teresina: Dr. Pessoa (MDB) e Kleber Montezuma (PSDB) Vitória: Delegado Pazolini (Republicanos) e João Coser (PT)

 

Deixe uma resposta