Escassez de chuvas afeta pastagens, causa morte de animais e preocupa agricultores cearenses

A escassez de chuvas nos meses da pré-estação, que ocorre entre dezembro e janeiro, afetou agricultores da região do Cariri Oeste, no Sul do Ceará. As consequências da precipitação abaixo do esperado são perdas de pastagem, plantações e mortes de animais.⁠

Gestores das cidades da região se preocupam com a subsistência de quem vive da agricultura familiar caso o volume de chuvas permaneça o mesmo. O Ceará tem 45% de chances de chuvas abaixo da média nesta quadra chuvosa (de fevereiro a maio), conforme prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).⁠

Segundo o gerente regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce) de Cariri Oeste, Agenor Ribeiro, já houve morte de animais em todos os sete municípios que compõem a região, apesar de não conseguir quantificar as perdas. A região toda teve chuvas abaixo da média do mês de janeiro, conforme Agenor.⁠

Fonte: O Povo

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.