Estudante de medicina do UNINTA canta e toca sanfona para pacientes em hospital de Fortaleza

O jovem estudante de medicina do UNINTA, Mickael Ítalo, encontrou uma forma inteligente para diminuir a angústia de pacientes internados na UPA Pirambu, em Fortaleza (CE).

 

Mickael Ítalo resolveu cantar e tocar sanfona para as pessoas acamadas no referido hospital como uma alternativa de cuidar do psicológico dos pacientes e que também faz parte do processo de cura.

Tudo começou quando o jovem estudante de medicina decidiu acompanhar o seu primo, DrTarcylio, que é emergencista da UPA, com a ideia de levar a sanfona para o plantão como forma de descontrair um pouco.

Antes de começar a tocar a sanfona e cantar, Mickael Ítalo perguntou aos pacientes o que eles achavam da iniciativa, momento em que todos aprovaram.

Coloquei a sanfona no peito e sai tocando e cantando de leito em leito, onde muitos pacientes ficaram animados e felizes. Tem uma paciente que passou a manhã chorando após ser internada, mas quando comecei a tocar, ela se levantou sorrindo e até me filmou“, disse o jovem médico.

Mickael Ítalo disse acreditar que a música restaura as pessoas, e que a sanfona é um instrumento tocado colado no peito, cheio de sentimentos onde o maior deles é o amor, e que quando isso é transmitido para quem está nos seus piores dias, pode levar um ar de esperança e felicidade.

Mickael Ítalo aprendeu a tocar sanfona sozinho aos 16 anos de idade. Ele é filho do contador Jailson Rocha e da auxiliar de escritório, Nucléa Aragão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.