Ex-PM é preso suspeito de estar no carro de assassinos de Marielle Franco

Alan Morais Nogueira, ex-policial militar, também conhecido como “cachorro louco”, foi preso na manhã desta terça-feira, 24, suspeito de estar dentro do carro de onde partiram os tiros que mataram a vereadora Marielle Franco (Psol) e o seu motorista Anderson Gomes. Dica foi dada por um delator anônimo da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro. Uma outra pessoa também foi presa. Informações são do portal O Globo.
A prisão acabou sendo feita por conta de outro caso. Alan e seu comparsa, o ex-bombeiro Luis Cláudio Ferreira Barbosa, foram pegos por suspeita de integrarem uma quadrilha de milicianos, chefiada por Orlando Oliveira de Araújo, o ‘Orlando da Curicica”. Os presos são acusados de matar um PM e um ex-PM a mando da mílicia.
A orientação das investigações agora é de desestruturar a organização criminosa de Orlando para que o caso Marielle seja resolvido. A Polícia acredita que “cachorro louco” ajudará a reconstruir o que aconteceu na noite do assassinato da vereadora psolista no dia 14 de março.
Alan Morais, o “cachorro louco” e Luís Cláudio Ferreira (Foto: divulgação/ PM do Rio)

O mesmo delator que apontou a participação do ex-PM informou que ele chegou a trabalhar no quartel da Maré, comunidade onde Marielle Franco nasceu e sempre manteve contato. A testemunha ainda dá conta de que Alan e Luis Cláudio estavam junto a outros dois homens em um Cobalt prata, de onde teriam partido os tiros.

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta