Fumar cotonete: entenda moda que virou febre entre jovens e que pode causar sérios danos à saúde

"Desafio" ou "trend" de fumar o objeto tem viralizado nas redes sociais

A prática viral de “fumar cotonete”, que consiste em levar a haste flexível à boca como se fosse cigarro, tem preocupado pais e especialistas. Vídeos de adolescentes e até crianças entrando na “brincadeira” ganharam força na internet, sobretudo no TikTok. Isto, no entanto, pode trazer prejuízos à saúde dos envolvidos.

O surgimento desse tipo de “desafio” ou de “trend” é comum na web, como as inofensivas dancinhas, mas alguns desses comportamentos que repercutem entre os internautas podem trazer transtornos graves para a saúde, inclusive provocar a morte, como o cigarro de cotonete, segundo explica o presidente da Sociedade Cearense de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SCPCT) e médico Ricardo Coelho Reis.

“Qualquer tipo de combustão, qualquer tipo de queima que você inale substâncias, é um mal. Porque você vai inalar substâncias que vão irritar o pulmão. Elas vão causar bronquite, lesão pulmonar e dos alvéolos. Então, independente da substância que você inalar, qualquer tipo de fumaça faz mal”.

Além das consequências a longo prazo, o médico cita que em um intervalo de tempo menor, o ato pode causar lesões agudas, como pneumonia, escarro com sangue e até morte. “É uma prática que a gente tem que cortar o mal logo pela raiz. Esse tipo de desafio é muito prejudicial a saúde”, alerta.

FUMAR COTONETE FAZ MAL?

Os materiais usados para fabricar as hastes flexíveis, quando queimados, produzem uma fumaça tóxica, inalada pelo usuário. Apesar de ainda não existir estudos científicos que descrevam exatamente os males provocados pela combustão do cotonete, o especialista lista alguns já conhecidos e associados aos insumos.

“Você vai fumar o algodão e vai queimar, obviamente, o plástico. Então, nós não sabemos especificamente que substâncias virão dessa queima, mas sabemos que, entre elas, você vai inalar a fibra do algodão queimada, que pode causar uma doença pulmonar: a bissinose. Inalar o plástico queimado pode causar doenças agudas, como pneumonia, sangramento, escarro com sangue, e várias outras situações”, detalha.

Recorrer à prática somente uma vez, para testar ou entrar na modinha, já é suficiente para prejudicar a saúde e até mesmo colocar a vida em risco, como esclarece o pneumologista.

“Fumar cotonete, nem que seja só um, pode lesar o pulmão e causar uma doença irreversível. A gente não sabe se a prática vai fazer a pessoa ter insuficiência respiratória, ser intubada ou até mesmo morrer. Na hora que você queima o cotonete, a gente não tem controle do que é que você está inalando. Esse é o grande perigo.”

RICARDO COELHO REIS
Pneumologista e presidente da SCPCT

 

Existem alguns sintomas considerados sinais de alerta e podem sugir após o uso do cotonete como cigarro. O profissional listou eles:

  • Tosse persistente;
  • Falta de ar;
  • Escarro com sangue;
  • Rouquidão;
  • Falta de ar com lábios e ponta de dedos roxos.

HISTÓRICO DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

Para indivíduos que já possuem transtornos como asma, bronquite, rinite, sinusite etc, a prática é ainda mais contraindicada, pois pode agravar a condição ou até mesmo desencadear uma crise, destaca o médico.

“Pessoas que já tem história de doença respiratória podem piorar suas doenças respiratórias, exacerbar, reaparecer em uma pessoa que já estava bem controlada”, detalha. 

RICARDO COELHO REIS
Pneumologista e presidente da SCPCT

 

NÃO DÁ PRAZER

Diferente do cigarro convencional, produzido a partir do fumo, fumar a haste flexível não provoca sensação de euforia.

“A queima do cotonete não vai liberar nenhuma substância que dê prazer, como, por exemplo, a nicotina dá. Na queima desses cotonetes nem isso você vai ter. É basicamente a inalação de uma fumaça tóxica. Você não vai ter nenhum tipo de recompensa prazerosa.”

RICARDO COELHO REIS
Pneumologista e presidente da SCPCT

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.