Homem é suspeito de matar companheiros de ex-funcionárias após elas negarem se relacionar com ele

Um homem foi preso suspeito de envolvimento em homicídios ocorridos em Sobral e Horizonte, com diferença de meses. A captura ocorreu na última sexta-feira, 23, no bairro Caiçara, em Sobral, com o homem sendo investigado em dois inquéritos policiais como suspeito de homicídio contra companheiros de mulheres que trabalharam para ele.

Gilvan de Souza Guimarães, 23, o “Paulista”, é natural do município de Ipu e estava com mandado de prisão em aberto por um homicídio cometido em janeiro de 2020, na cidade de Horizonte. Após o crime, o homem fugiu para Sobral, onde passou a morar. Na cidade, ele abriu uma pizzaria e contratou algumas pessoas para trabalhar na empresa. Entre elas uma mulher de 20 anos, por quem “Paulista” se apaixonou, como apontam as investigações. A mulher já era casada e não aceitou as investidas românticas do patrão, levando-a a pedir demissão.

Pela mulher não aceitar ter um relacionamento com ele, “Paulista” passou a ameaçá-la e, dia 8 de outubro de 2020, foi até a residência onde ela morava com o marido e tentou matar o casal. Tanto ela quanto o esposo, um homem de 22 anos, foram baleados. A jovem foi socorrida e sobreviveu, mas o companheiro morreu.

O homem é suspeito de executar o mesmo crime em circunstâncias semelhantes nove meses antes, dessa vez no município de Horizonte. Lá, Gilvan era conhecido como “Cris” e é suspeito de executar a facadas o companheiro de outra ex-funcionária que trabalhou com ele em um restaurante que ele abriu na cidade.

De acordo com as apurações policiais, a motivação do crime foi a mesma: não aceitar a recusa da funcionária de se relacionar amorosamente com ele. Em Horizonte, a mulher não foi atacada pelo suspeito porque conseguiu se esconder em uma residência. Já o marido dela, de 26 anos, acabou atingido por golpes de faca.

Prisão

O homem foi localizado no bairro em um dos apartamentos de um conjunto habitacional em Sobral. No momento da abordagem, Gilvan tentou fugir pulando as janelas do local, mas com um cerco policial, ele recuou e se manteve no local.  Em uma última tentativa de escapar da prisão, o homem atirou contra os policiais civis, mas foi contido.

Além do cumprimento do mandado de prisão, Gilvan foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio contra os policiais civis que foram realizar sua prisão. As investigações sobre o suspeito seguem no sentido de verificar a participação dele em outros crimes.

Deixe uma resposta