Jovem é assassinado a tiros enquanto organizava quadrilha junina em Sobral

Três pessoas foram baleadas em um tiroteio. Uma morreu e outras duas seguem hospitalizadas.

Um jovem de 19 anos foi assassinado a tiros, neste domingo (9), enquanto organizava quadrilha junina em Sobral, na Região Norte do Ceará. Segundo a polícia, Francisco Matheus Gomes Lopes, 19 anos, estava com outras pessoas organizando a festa da quadrilha junina Pisa na Fulô quando duas pessoas em uma moto passaram pelo local e efetuaram vários tiros, atigindo três pessoas. Ninguém foi preso.

Duas pessoas foram atingidas, e Matheus Gomes foi baleado na cabeça. O jovem foi levado para a Santa Casa de Misericórdia e horas depois faleceu. As outras duas pessoas atingidas seguem hospitalizadas.

Jovem amigo e trabalhador

O sepultamento do jovem ocorreu na manhã nesta terça-feira (11) no Cemitério São Francisco, no Bairro Junco. Familiares e amigos lamentaram a morte de Matheus Gomes. A tia Ana Paula Gomes afirmou que o sobrinho não tinha relação com crime nenhum e que era trabalhador.

“O Matheus era um menino de bem, um atleta, um amigo, neto, e um trabalhador. Eles estava brincando e lutando pela cultura de Sobral. Ele não tinha nada com crimes. Peço Justiça e isso dói demais. Ele só tinha 19 anos, é de cortar o coração”.
O pai lembrou que ele tinha muitos amigos. “Era meu filho querido e era trabalhador. Estou com coração partido. Ele tinha muitos amigos”, afirmou Francisco de Assis Gomes

Já a mãe disse que o filho foi morto por “covardia”, e que ele morreu enquanto fazia o que mais gostava.

“Ele morreu inocentemente e foi uma covardia. Não foi por vingança ou por fazer coisa errada. Ele morreu fazendo o que ele gosta. Infelizmente ele foi uma vítima e peço Justiça”, disse Tereza Cristina Gomes.

A Delegacia Regional de Sobral investiga o caso e até a manhã desta quarta-feira (12), ninguém foi preso.

Fonte: G1 CE

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.