La Casa de Papel: Operação Brasil.

Era fim de tarde da última quinta-feira (25), quando a TV brasileira passou a noticiar um assalto digno de série de televisão, oito homens, distribuídos em dois veículos, entraram no armazém do aeroporto e abordaram os agentes do terminal na quinta-feira 25. A carga, que foi roubada de um carro-forte da empresa Brink’s, seguiria para Zurique, na Suíça, e Nova York, nos Estados Unidos.

O roubo de 718,9 kgde ouro por criminosos disfarçados no Aeroporto Internacional de São Paulo foi notícia em diversos veículos da imprensa internacional. O jornal espanhol El País comparou o crime aos “roubos mais espetaculares de filmes”.

“A operação não tem porque invejar os roubos mais espetaculares dos filmes”, destaca a reportagem. “Os ladrões só precisaram de dois minutos e meio, segundo as imagens gravadas pelas câmeras de segurança, para escapar com a  pilhagem”.

“O roubo foi cometido no período da tarde, quando os suspeitos, munidos de fuzis e roupas e crachás da Polícia Federal, chegaram em dois veículos a um terminal de carga do Aeroporto de Guarulhos”, descreveu o argentino Clarín.

No roubo bem organizado em plena luz do dia, nenhum tiro foi disparado, ninguém ficou ferido”, escreveu o site da revista alemã Der Spiegel.

Os criminosos mantiveram o encarregado de despacho e a família dele reféns na noite anterior, e assim tiveram acesso a informações privilegiadas. Todos foram liberados sem ferimentos após o roubo.

A Série

Na primeira temporada que é dividida em duas partes, oito ladrões se trancam com reféns na Casa da Moeda da Espanha. Seu líder manipula a polícia para realizar um plano. Seria o maior roubo da história da Espanha, até que eles resolvem voltar para execução de um plano ainda mais ousada, no Banco Central da Espanha.

Samuel Linhares

Jornalista Samuel Linhares.

Deixe uma resposta