Lula vira réu e juiz dá 20 dias para ex-presidente se defender

O juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite – que abriu ação criminal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ex-senador Delcídio do Amaral e outros cinco acusados pelo Ministério Público Federal por tentativa de obstruir a Operação LavaJato – deu à defesa do petista e de outros réus o prazo de vinte dias, contado a partir do momento em que os advogados forem notificados, para responder às acusações do Ministério Público Federal.
O prazo normal é de dez dias, mas o juiz dobrou o tempo para as defesas se manifestarem porque são muitos os acusados e o processo é complexo. Após a manifestação das defesas, o caso será remetido para o Ministério Público Federal também se manifestar e, depois encaminhar ao juiz, que decidirá, então, as próximas etapas do processo.
Defesa
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na sexta-feira que iria avaliar do que trata a denúncia que aceita pela Justiça Federal do Distrito Federal. “Vamos ver, eu não conheço, sei apenas da notícia, vamos ver o que que é, eu não ia tocar no assunto, mas eu já cansei”, disse. “Não quero falar dos meus problemas pessoais para não transformá-los em coletivos”, disse Lula, durante uma palestra na Conferência Nacional dos Bancários, na cidade de São Paulo.
O ex-presidente responde a processo por suposta tentativa de obstruir a Justiça ao atuar na compra de silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Instituto Lula e advogados dizem que ele não participou direta ou indiretamente dos fatos e que há antecipação de juízo ‘ofensiva e inaceitável’.
(com Agências)

Deixe uma resposta