Mais de cem crianças e adolescentes foram mortos em 2024 no Ceará

Foram mais de cem assassinatos no estado nos cinco primeiros meses do ano. O Governo do Estado afirma que segue investindo em políticas voltadas a crianças e adolescentes.

148 cearenses entre zero e 18 anos foram assassinados no Ceará durante os cinco primeiros meses do ano. Isso corresponde a uma morte de criança ou adolescente por dia, em média. Os dados são do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará (Cedeca). De 2017 a 2022, foram 2.907 mortes.

O Governo do Estado, no entanto, traz outro contexto. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Ceará, foram 107 assassinatos entre janeiro e maio – e não 148. E entre 2017 e 2022, foram 1.946. Segundo o órgão, será investido até fim do ano R$ 1 bilhão de reais em políticas públicas para tratar a temática.

A divergência nos dados acontece porque a SSPDS leva em consideração crianças e adolescentes até os 18 anos incompletos. Já o Cedeca considera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que diz que adolescente é a pessoa com até os 18 anos de idade.

Ainda conforme o levantamento do centro de defesa, crianças negras e/ou da periferia estão mais vulneráveis à violência.

Abaixo, o g1 explica – para além dos dados – o contexto dos ataques a essa população, casos que chamaram atenção neste ano e o que tem sido feito por autoridades para frear as mortes.

Fonte: G1

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.