Medicina Veterinária do UNINTA consulta e castra animas abandonados em Jericoacoara

Na primeira visita, no mês de abril, a iniciativa executou o total de 38 atendimentos, sendo um de emergência, o total de 36 hemogramas, 34 castrações, 2 cirurgias por patologia e 14 ultrassonografias. Segundo o Diretor do HOVET, Dr Allysson Rodrigues, os objetivos da visita foram novamente alcançados. ˜Desta vez realizamos 52 hemogramas, 22 ultrassonografias e tivemos 33 animais castrados. Isso só foi possível graças aos voluntários envolvidos, aos colaboradores do UNINTA, aos estudantes, empresários, moradores e turistas que apoiam e acreditam na nossa causa˜, destacou

Acompanhando de perto o desenvolvimento do projeto, o Coordenador da graduação de Medicina Veterinária do UNINTA, o Prof Me Carlos Henrique Sousa de Melo falou sobre a iniciativa. ˜Nosso objetivo é desenvolver os três pilares do ensino superior, que envolvem o Ensino, a Pesquisa e a Extensão. Desta forma, o trabalho é realizado com professores e estudantes, que desenvolverão habilidades técnicas e trabalhos científicos, além de trazer um benefício concreto para os moradores de Jericoacoara. No caso, a diminuição da população de animais de rua e dos problemas decorrentes desta questão˜, colocou.

A estagiária do HOVET e estudante do quinto semestre de Medicina Veterinária, Ana Carolina Giffoni, falou sobre a experiência. ˜Aqui é um outro ritmo, Temos um ambiente diferente do Hospital e isso já é um grande desafio. Sem dúvida esta experiência auxilia na minha formação como futura médica veterinária. Estou gostando muito˜, revelou a estudante que participou pela primeira vez do projeto.

Somando ao apoio dos voluntários da Associação Jeri Sobre Patas, o projeto contou com doações de diversos empreendedores locais. Ajudaram com a alimentação a Pizzaria Senzala, os restaurante Dona Amelia, EAT on the Streets, Gato na Brasa, Peperino, Naturalmente Jeri, Samba Rock, É Massa e a Sorveteria Casa na Pedra. Em relação a hospedagem dos integrantes, as pousadas DARLF, Villa Lusa, Jeri Pousada, Hostelândia, Conceito Silvestre, Jeribeka, Pousada Alquimia, Pousada do Mauricio, Villa Chic e Surfing Jeri deram todo o suporte e aconchego necessário.

Animado com o que presenciou, o morador da Vila, Beto Carioca, que levou sua cadela Maggie para castração falou sobre a importância do projeto e agradeceu a iniciativa. ˜A gente que mora em Jeri sabe como esses animais sofrem. Abandono, maus tratos, você encontra de um tudo. Esse projeto é importante para evitar a continuidade deste ciclo, diminuir o número de animais sem rumo aqui da Vila e também trazer um pouco mais de saúde para os bichos. Só temos que agradecer aos envolvidos, principalmente, a meninada que vem com o coração aberto só pra fazer o bem. Morô?˜, afirmou o descontraído defensor dos animais.

O Projeto de Controle Populacional tem previsão de realizar uma visita mensal, ao longo de 12 meses de atividades. O objetivo inicial é castrar até 80% dos animais da Vila de Jericoacoara, além de realizar consultas e exames nos mamíferos e produzir um senso demográfico dos animais residentes na Vila. O projeto também tem por objetivo o aumento da qualidade de vida dos animais por meio das castrações e consultas, além da prática educacional.

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta