Médico é investigado pelo CRM-DF por compartilhar imagens de sexo em consultório

Um médico infectologista que atende em Brasília é alvo de uma investigação aberta pelo Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF) por compartilhar, num perfil secreto numa rede social, imagens de sexo dentro de uma clínica na capital. O caso foi revelado pelo portal Metrópoles.

Em nota, o CRM afirmou que “o procedimento correrá em sigilo para verificar se há indícios de infração ética”. O médico não foi encontrado para comentar o assunto.

O perfil do profissional tinha quatro mil seguidores e foi tirado do ar. Nele, o médico dizia que o conteúdo postado era impróprio para menores de 18 anos. Na descrição, constava que era compartilhado conteúdo com “informação sobre saúde sexual” e tinha a frase:: “Consultório me dá um tesão da p…”.

De acordo com o Metrópoles, o infectologista mantinha relações sexuais com pacientes e até colegas de profissão. Durante as filmagens, ele usaria jaleco e estetoscópio.

Fonte Metrópoles

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.