Nova diretoria da FIEC toma posse nesta quinta-feira (19/9)

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) realiza nesta quinta-feira (19/9) a festa de posse do novo presidente da entidade, o empresário Ricardo Cavalcante. O evento acontecerá no buffet La Maison, às 20 horas, e será prestigiado pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, e diversos presidentes de Federações de Indústria. Cerca de 1500 convidados são esperados, entre autoridades, parlamentares, líderes classistas e formadores de opinião. Ricardo Cavalcante foi eleito para o período de 2019 a 2024.

Resultado de imagem para eleito novo presidente fiec ceará

PERFIL

Natural de Fortaleza, o industrial José Ricardo Montenegro Cavalcante, 57 anos, é formado em Gestão Financeira, tendo participado de programas internacionais de capacitação como o de Inovação em Estratégia Competitiva, da Florida International University (FIU) e o programa de Imersão em Ecossistemas de Inovação, da Universidade SDA Bocconi School of Management, na Itália. Fez extensão em Gestão Estratégica em Tempos de Turbulência e Disrupção, no Brasil e em Miami, participou de alinhamento conceitual sobre o ambiente de inovação suíço no Swiss Business Hub e concluiu o curso Gestão de Negócios na Era Digital na SC Johnson College of Business (Cornell University), nos Estados Unidos.

Ricardo Cavalcante atua há mais de 30 anos no setor industrial. Foi sócio-diretor de duas empresas do segmento de extração e beneficiamento de brita, sendo uma no Ceará, a Pedreira Itaitinga Ltda., e outra no Maranhão, a Rosário Mineração. Atualmente, é sócio-diretor da Empresa de Mineração Granitos de Itaitinga (EMGI), especializada na extração, no comércio e na distribuição de areia peneirada e classificada para o mercado da construção civil. A empresa foi fundada em 1994 e é líder na produção de areia industrial no Ceará.

Como liderança classista, Ricardo Cavalcante tem uma história marcada por forte presença em entidades representativas do setor industrial como um todo, tanto no contexto local quanto nacional. Esteve como presidente do Sindicato das Indústrias de Britagem do Estado do Ceará, em três mandatos: de 1993 a 1996; de 1999 a 2003; e de 2009 a 2012. Foi diretor e vice-presidente da Associação Nacional dos Produtores de Areia e Brita do Brasil (Anepac) entre os anos de 1999 e 2003. Exerceu a presidência da Câmara Setorial da Mineração do Estado do Ceará nos anos de 2011 e 2012. Assumiu a diretoria do Centro Industrial do Ceará (CIC) por quatro mandatos, entre os anos de 2001 e 2004 e de 2012 e 2014.

No Sistema Indústria cearense, Ricardo Cavalcante tem tido uma atuação marcante. Integrou a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) entre os anos de 1999 e 2002. Foi diretor administrativo adjunto da Federação entre os anos de 2010 e 2014 e foi diretor administrativo da gestão Beto Studart de 2014 a 2019.

Resultado de imagem para eleito novo presidente fiec ceará

É, atualmente, presidente do Sindicato das Indústrias da Extração de Minerais Não Metálicos e de Diamantes e Pedras Preciosas, de Areias, Barreiras e Calcários no Estado do Ceará (Sindminerais-CE), com mandato até 2022. Também é membro da Associação Nordeste Forte, entidade que congrega todas as Federações de Indústrias da Região Nordeste. É ainda presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/CE, com mandato até 2022.

Filho de Amarílio Cavalcante e Holandina Montenegro Cavalcante, Ricardo Cavalcante é casado com Rosângela Cavalcante e pai de três filhos: Natália, Ricardo e Vitor.

DIRETORIA PLENA DA FIEC – 2019/2022
Presidente: Ricardo Montenegro Cavalcante
1º Vice-presidente: Carlos Prado
Vice-presidentes: André Montenegro de Holanda, Roseane Oliveira de Medeiros, Jaime Bellicanta
Diretor administrativo: Luiz Francisco Juaçaba Esteves
Diretor administrativo adjunto: Germano Maia Pinto
Diretor financeiro: Edgar Gadelha Pereira Filho
Diretor financeiro adjunto: José Agostinho Carneiro de Alcântara
Diretores: Pedro Alcântara Rêgo de Lima, Marco Aurélio Norões Tavares, Rafael Barroso Cabral, Benildo Aguiar, Francisco Eulálio Santiago Costa, Francisco Norberto de Lima Oliveira, Ângelo Márcio Nunes de Oliveira, Maria de Fátima Facundo Soares, José Antunes Fonseca da Mota, Carlos Rubens Araújo Alencar, Francisco Oziná Lima Costa, André de Freitas Siqueira, Francisco Lélio Matias Pereira, Lauro Martins de Oliveira Filho, Aluísio da Silva Ramalho Filho, Paulo César Vieira Gurgel.

Conselho Fiscal
Titulares: Marcos Silva Montenegro, Pedro Alfredo Silva Neto, Marcos Augusto Nogueira de Albuquerque.
Suplentes: Marcelo Guimarães Tavares, Roberto Romero Ramos, Ricard Pereira Silveira.

Delegados representantes junto ao Conselho da CNI
Titular: Jorge Alberto Vieira Studart Gomes
Suplentes: José Ricardo Montenegro Cavalcante, Roberto Proença de Macêdo e Carlos Prado.

PRINCIPAIS PROPOSTAS
Causa maior:  Defesa e valorização da indústria cearense.
• Tornar a FIEC referência em dados para estudo do setor industrial.
• Atuação mais forte no Interior, especialmente nas macrorregiões.
• Fortalecer diálogo com os entes públicos.
• Defender a realização de uma reforma tributária.  
• Incentivar a melhoria do ambiente econômico e a geração de empregos.
• Defender o Sistema S.
• Estimular a inovação e aproximar a indústria da Academia.  

História da FIEC

A criação da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) era um desejo e uma necessidade vislumbrada desde o início da década de 40 pelos industriais cearenses. No entanto, segundo a legislação sindical em vigor na época, para que fosse concretizado esse anseio era necessário que cinco sindicatos tomassem parte e assinassem os estatutos sociais da entidade a ser formada e o requerimento a ser dirigido ao Delegado Regional do Trabalho.

Contribuíram para a criação da FIEC os Sindicatos: da Indústria de Fiação e Tecelagem em Geral do Estado do Ceará; da Construção Civil de Fortaleza; da Indústria de Calçados de Fortaleza; da Indústria de Tipografia de Fortaleza e de Alfaiataria e Confecção de Roupas para Homens de Fortaleza.

Finalmente, no dia 12 de maio de 1950, foi expedida a carta de reconhecimento da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, pelo Ministério do Trabalho. 

Em sua existência, a FIEC elegeu os seguintes presidentes:

Waldyr Diogo de Siqueira -1950 a 1962 ;

Thomás Pompeu de Sousa Brasil Netto -1962 a 1970;

José Raimundo Gondim (interino) -1967 a 1970; 

 Francisco José Andrade de Silveira – 1971 a 1977;

 José Flávio Costa Lima -1977 a 1986;

Luiz Esteves Neto -1986 a 1992; 

Fernando Cirino Gurgel -1992 a 1999;

Jorge Parente -1999 a 2006;

Roberto Proença de Macêdo – 2006 a 2014;

Jorge Alberto Vieira Studart Gomes – 2014 a 2019;

José Ricardo Montenegro Cavalcante – 2019 a 2024.  

Teve sua sede inicialmente instalada no 3º andar do Edifício Jangada, localizada na rua Major Facundo 253, local onde funcionavam conjuntamente os cinco sindicatos que possibilitaram a criação da entidade cearense.

Em setembro de 1989, foi inaugurada a nova sede na Av. Barão de Studart, 1980, onde funciona até hoje a administração das entidades FIEC, SESI, SENAI, IEL e Centro Internacional de Negócios – CIN.

Atualmente, a FIEC é a maior entidade de classe do Ceará e tem a responsabilidade de maximizar uma estratégia já consolidada, voltada para tornar a Federação um fórum de modernidade, discussão e ação em prol do desenvolvimento sustentável do Estado.

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta