Pais solteiros receberão R$ 3 mil de retroativo do Auxílio Emergencial; entenda

Um novo pagamento do Auxílio Emergencial irá ocorrer ainda este ano com depósitos de valores retroativos do beneficio pago ainda em 2020. A nova liberação beneficia diretamente pais chefes de famílias monoparentias, criam os filhos sozinhos, sem cônjuge, companheira ou companheiro, com pagamentos de até R$ 3 mil. O POVO explica abaixo quem tem direito e como será feito o pagamento:

Auxílio Emergencial 2022

O benefício não foi prorrogado para o ano 2022, assim, não há como realizar o cadastro para voltar a receber o benefício. O pagamento a ser feito este ano diz respeito a quem tinha direito as cinco primeiras parcelas do auxílio emergencial, pagas ainda em 2020, e recebeu menos do que deveria conforme regras de definição do valor a ser pago pelo benefício.

O que é o pagamento retroativo do Auxílio Emergencial?

Durante a liberação das cinco primeiras parcelas do benefício em 2020 o presidente da República Jair Bolsonaro vetou um Projeto de Lei que determinava a inclusão de homens solteiros chefes de famílias monoparentais na cota extra do Auxílio Emergencial.

Com isso, apenas mães solo receberam o pagamento dobrado do beneficio emergencial no valor de R$ 1.200. Porém, o Congresso Nacional pediu revisão do veto por meio de edição da Medida Provisória número 1.084 do dia 24 de dezembro de 2021 e abriu crédito extraordinário de R$ 4,1 bilhões para viabilizar o pagamento do benefício para pais solo.

Assim, não há um novo pagamento do auxílio emergencial em 2022, apenas a prestação de conta de benefícios que já deveriam ter sido pagos.

Quem tem direito ao Auxílio Emergencial 2022?

O pagamento do retroativo será feito apenas para pais solteiros chefes de famílias monoparentais que não receberam as cinco primeiras parcelas do auxílio emergencial em 2020 ou que não receberam a cota dobrada, já que o pagamento usual era de R$ 600, mas mães solo recebiam R$ 1.200.

Qual o valor do Auxílio Emergencial 2022?

O valor a ser repassado dependerá da situação de cada beneficiário, já que se trata de uma liberação retroativa. De forma geral, há duas situações que englobam a maior parte dos beneficiários com a liberação retroativa do auxílio emergencial:

  • O beneficiário que recebeu R$ 600 durante as cinco primeiras parcelas do Auxílio Emergencial terá direito a R$ 3 mil de retroativo. Isso porque nos cinco primeiro meses ele recebeu apenas metade do que o programa social previa para responsáveis financeiros de famílias monoparentais.
  • Em outros casos, o valor deverá ser calculado com base a diferença entre o valor recebido nos cinco primeiro meses do auxílio emergencial e o valor (R$ 1.200 por mês) estipulado pelo programa social para chefes de famílias monoparentais.

Como funcionará o pagamento do Auxílio Emergencial retroativo?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.