Posto de coleta de leite materno acolhe 265 mães doadoras na Santa Casa de Sobral

Exibindo Posto-de-leite-diploma.jpegMãe de uma menina nascida há 25 dias, a advogada Mikaelly Mendes Vasconcelos, 27, viu na doação do leite excedente uma forma de ajudar. Ela é uma das 265 mães cadastradas no posto de coleta da Santa Casa de Misericórdia de Sobral e recebeu um diploma de mãe doadora na última semana. De uma única vez, ela doou cerca de 8 litros. Algumas mulheres fazem a ordenha em casa e encaminham os frascos com o líquido devidamente armazenados e outras preferem fazer a doação no próprio hospital. Em média de 1,5 litros por semana que são encaminhados para a pasteurização no Hospital Regional Norte.

As doações beneficiam as crianças internadas no hospital cujas mães não produzem leite suficiente. “A doação de leite é uma grande necessidade que temos e ainda estamos criando esta cultura de doar”, destacou a coordenadora do serviço de nutrição da Santa Casa, Élcia Portela.

O incentivo ao aleitamento materno e à doação do leite excedente é uma ação continuada da Maternidade Sant’Ana da Santa Casa. “Trabalhamos com incentivo às mães oferecendo palestras sobre amamentação, com entrega de kits pós-parto (fraldas descartáveis e pomadas anti assadura). Durante as palestras falamos sobre a importância da doação de leite para ofertar àqueles bebês que estão internados nas UCI’s e UTI’s neonatal e enfatizamos sobre a importância da retirada (ordenha) contínua para que seja produzindo assim mais leite”, explicou a coordenadora do setor, a enfermeira Mikaelly Arruda.

As mães que desejam ser doadoras devem procurar o posto de coleta da Santa Casa e realizar uma triagem para ser preenchido o cadastro de doadora de leite humano. Para preencher o cadastro no dia da triagem é necessário portar os documentos (RG ou documento com foto) e caderneta da gestante. “O cadastro e a triagem são realizados apenas na primeira doação. Após esse procedimento, as mães recebem todas as orientações necessárias”, explicou a nutricionista responsável pelo serviço, Kelle Maria Parente.

De acordo com Kelle, há um acompanhamento para que as mulheres possam aprender a higienizar o seio e os frascos que receberão o líquido, ordenhar o leite e como congelá-lo corretamente. Os frascos com o líquido devem ser transportados até o posto de coleta congelados, dentro de um isopor com gelo, com tempo máximo de 3h ou em caixa térmica com bateria de gelo em até 6h.

Entre as mães, a doação é sempre uma experiência única. “Eu me sinto muito feliz por poder fazer essa boa ação. Tinha muito leite e precisava tirá-lo, mas não queria descartar. Foi um propósito de Deus para que outras crianças também possam ser beneficiadas”, destacou a doadora Mikaelly Vasconcelos. O leite é levado para a Santa Casa pelo esposo de Mikaelly, o defensor público Igor Barreto de Menezes Pereira. Ela conta que obteve mais informações sobre a doação com a enfermeira Ranielly Ximenes Parente, consultora em amamentação.

Amigo da Criança

A Santa Casa de Sobral aposta em ações continuadas para promover o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida da criança, com iniciativas como “Mãe Canguru”, “Ilha do Peito” e palestras educativas para que as mães aprendam a melhor forma de amamentar os bebês.

A instituição é certificada como Hospital Amigo da Criança, uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e Ministério da Saúde. A maternidade Sant’Ana da Santa Casa possui o título desde 1991 e é vinculada ao Rede Cegonha desde 2012.

SERVIÇO

Para ser doadora ou saber mais informações:

Lactário: (88) 3112-0402

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta