Projeto incentivo alunos da rede pública à leitura por meio da arte

Resultado de imagem para brinquedoteca sobralInaugurada em dezembro de 2010, num convênio com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a Brinquedoteca Pública Municipal, vinculada à Secretaria da Educação de Sobral, se estende por um amplo espaço localizado no subsolo da Biblioteca Pública Lustosa da Costa, importante ponto cultural, situado à Margem Esquerda do Rio Acaraú, no Centro. Reinaugurada em dezembro de 2015, quando recebeu o nome de “Brinquedoteca do Didi”, em homenagem ao mais famoso personagem do sobralense Renato Aragão, funciona como laboratório de aprendizagem que tem garantido o direito de brincar para crianças e adolescentes das escolas públicas municipais.

 

Acesso

O calendário de atividades traz um tema a cada mês, a ser desenvolvido com os visitantes, que ficam cerca de 2 horas completamente envolvidos numa sequência lúdico-didática, onde a brincadeira não só contribui, mas também abre inúmeras possibilidades ao aprendizado. Por todo este mês de maio, a Brinquedoteca abordará, em seu atendimento, o tema “Uma aventura no fundo do mar”, com brincadeiras, contos e músicas voltados à criançada de até cinco anos, quando os Centros de Educação Infantil do Município trazem seus estudantes, por meio de agendamento prévio, pelo site da Secretaria da Educação, que disponibiliza o transporte para a visita, após autorização escrita dos pais.

Resultado de imagem para brinquedoteca sobralEspaços culturais

Com atividades lúdicas sequenciadas, os estudantes que visitam a Brinquedoteca Municipal passam pelo “Canto da Leitura”, onde a contação de histórias é o carro-chefe para despertar, logo num primeiro instante, o interesse pelo tema trabalhado. O variado acervo literário, com cerca de cinco mil títulos, fica à disposição dos grupos, para uma agradável leitura, sem pressa de chegar ao fim. Já no “Canto do Brincar”, a criançada se solta em meio a uma infinidade de brinquedos artesanais, jogos de memória e mesas de xadrez. O “Canto do Fazer” é um local reservado exclusivamente à criatividade de cada um. É lá que as crianças constroem seus próprios brinquedos, utilizando materiais disponibilizados para elas, que têm a liberdade de levar toda a produção para casa. Outro espaço dentro do roteiro traçado é o “Canto do Faz de Conta”, um mini teatro, onde são realizadas contações de histórias, apresentações de dança, teatro e música.

Apoio musical

Ao longo de boa parte da visita, a música é o que dá o tom das atividades; sendo o violão, um dos instrumentos mais utilizados. De acordo com o educador social e graduando em Música pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Márcio David da Silva, a escolha das músicas deve seguir uma sequência ligada ao tema, fazendo com que o espectador mergulhe ainda mais na história. “Para mim, o trabalho aqui é social, pedagógico e bem mais performático. São pequenos shows que a gente faz a cada encontro. É gratificante quando, ao fim da visita, a criança abraça a gente e diz que gostou. E para mim, o bom é saber que, a partir da harmonia, da melodia, elas vão se envolvendo cada vez mais com a proposta desse espaço”, afirmou.

Além da sala de aula

Entre os Centros de Educação Infantil que visitam a Brinquedoteca, neste mês de maio, o Jacira Pimentel Pontes, do Bairro Sinhá Sabóia, com cerca de 700 alunos, já enviou algumas turmas do infantil III, entre 3 e 4 anos. A criançada aproveita ao máximo todas as possibilidades de diversão, numa oportunidade ímpar de aprendizado fora da sala de aula.

“Além de ter uma variedade de material diversificado, a vivência deles aqui é bem mais ampla, que na escola. Essa forma de aprender brincando também é muito significativa, pois eles estão mais próximos de tudo que os cerca, e ainda constroem seus próprios brinquedos, ao final, que os deixa numa felicidade só”, afirma a professora Talita Barbosa.

“Existe um momento nessa visita que as crianças ficam livres para explorar todas possibilidades, num espaço, aos cuidados dos educadores sociais, entre músicos, pedagogos, educadores físicos, enfim, pessoas que têm habilidades para a arte; pois percebemos que a integração dessas áreas permite que o dia de atividades seja muito mais prazeroso e melhor aproveitado. Tudo com base no conhecimento que a leitura traz à formação dessas crianças”, avalia Antônia Araújo de Sousa, gerente da Brinquedoteca.

Mais informações:

“Uma aventura no fundo do mar”

Para crianças dos Centros de Educação Infantil da rede pública

De terça a sexta-feira

De 8h30 às 10h e de 14h às 15h30

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta