Queimadas de lixão em Varjota provoca revolta nos moradores e vira destaque estadual

O município de Varjota volta a estampar manchetes na imprensa estadual, de maneira negativa, no que se refere a limpeza pública e resíduos sólidos. Após denúncias de insatisfação com o recolhimento do lixo pelas ruas da cidade, o lixão local se transformou em um grave problema de saúde pública, em consequência das queimadas que já duram anos.

Sempre nesta época anualmente, nuvens de fumaça tóxica seguem em direção à sede e levando gravíssimos problemas respiratórios. Através das redes sociais e das rádios, a comunidade varjotense clama ao Ministério Público para que intervenha no caso junto ao Município para proceder a desativação imediata do espaço. As imagens das queimadas foram exibidas no programa CE1, da TV Verdes Mares.

Pesa contra a administração municipal, valores altíssimos já pagos à empresa responsável, pouco mais de R$ 5 milhões, para um serviço considerado insatisfatório. Prova disso, pontos de lixo se formam em várias vias públicas.

Em nota, a Prefeitura Municipal já admitiu ter conhecimento do problema ao citar queimadas desconhecidas, reconhece não ter dado conta até o momento e que busca amenizar o que já perdura por anos.

Em tempo

Varjota integra desde 2017 o Consórcio de Resíduos Sólidos de Sobral, junto com outros municípios, contando com um aterro sanitário e toda a estrutura para eliminar os lixões, garantir a reciclagem, o tratamento e a reutilização dos resíduos.

Fonte: A Voz de Santa Quitéria

- Advertisement -

Deixe uma resposta