Saque extraordinário de até R$ 1 mil do FGTS começa hoje (20); veja quem tem direito e como receber

A partir desta quarta-feira (20), os trabalhadores nascidos em janeiro podem realizar o saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor de até R$ 1 mil.

A quantia a ser sacada depende do total que a pessoa possui no fundo. O chamado saque extraordinário ocorre até junho. Após os empregados nascidos em janeiro, será a vez de quem nasceu em fevereiro receber o dinheiro. O saque é a partir do dia 30 de abril.

Neste primeiro dia de saques, serão beneficiados cerca de 3,9 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro, com um total de R$ 2,7 bilhões.

Quem pode receber?

Poderá sacar qualquer pessoa que tenha uma conta ativa ou inativa no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). No entanto, os valores que estiverem bloqueados na conta, como garantia de operações de crédito de antecipação de saque aniversário, por exemplo, não poderão ser sacados.

Cada trabalhador poderá sacar um limite máximo de R$ 1 mil, mesmo que tenha mais de uma conta vinculada ao FGTS. Quem tiver menos de R$ 1 mil vai sacar menos.

Como consultar?

O trabalhador pode consultar os valores a que tem direito pelo aplicativo do FGTS ou pela página da Caixa Econômica Federal na internet.

Na data disponível para saque, o dinheiro será creditado na poupança social digital. Pelo aplicativo Caixa Tem, é possível fazer a movimentação dos valores digitalmente, como transferências, Pix, pagamento de boletos e contas ou utilizar o cartão de débito virtual e QR Code para fazer compras em estabelecimentos. O dinheiro ficará disponível para saque até 15 de dezembro de 2022.

Para saber o valor exato e a data que irá sacar, basta baixar o aplicativo do FGTS e seguir os seguintes passos:

  • Preencher o CPF e senha (pode ser a antiga ou cadastrar uma nova);
  • Responder um questionário de segurança, com informações pessoais;
  • Ler e aceitar as condições do serviço;
  • Clicar em Saque Extraordinário.

Pelo aplicativo também é possível informar que não deseja receber o dinheiro, uma vez que o saque não é obrigatório. Neste caso, o valor vai continuar na conta do FGTS do trabalhador.

Fonte GC Mais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.