Secretário da Segurança aponta envolvimento de vítimas de chacina de Viçosa do Ceará com o tráfico

Três pessoas ligadas ao tráfico foram presas, mas polícia ainda investiga relação delas com o crime

O secretário da Segurança do Ceará, Roberto Sá, declarou na manhã desta quinta-feira (20) — em entrevista à imprensa — que algumas das vítimas mortas na chacina de Viçosa do Ceará tinham passagens pela polícia e envolvimento com o tráfico de drogas da região.

“A gente tá investigando ainda. A linha é de envolvimento com o tráfico de drogas, sem dúvida. De algumas pessoas que foram vitimadas, não todas”, declarou Roberto Sá.

Ainda segundo o secretário, das sete vitimas, duas tinham passagem por homicídio doloso e outro por porte e posse legal de arma de calibre restrito.

Pela manhã, policiais civis, militares e setores de inteligência foram enviados para reforçar a segurança da região. O secretário Roberto Sá, o delegado-geral da PCCE, Márcio Gutierrez, o coronel comandante-geral da PMCE, Klênio Savyo, e o secretário-executivo de Ações Integradas e Estratégicas da SSPDS, Sérgio Pereira, estão na cidade.

Segundo o secretário da Segurança, durante diligências três pessoas foram presas na região por porte de arma e com drogas — mas a polícia ainda investiga a relação delas com a chacina.

“Nós estamos com diligências, aliás, desde o primeiro minuto que tomamos conhecimento desse crime bárbaro, nossas equipes estavam diligenciando. Viemos para trazer um apoio e coordenar pessoalmente as buscas. Neste momento, temos diversas equipes nas ruas fazendo diligências para buscar suspeitos”, declarou Roberto Sá.

CRIME EM PRAÇA PÚBLICA

Equipe da Perícia Forense durante atendimento no local

 

Sete pessoas morreram e duas ficaram feridas na chacina registrada no município de Viçosa do Ceará, na madrugada de quinta. Equipes das Forças de Segurança do Ceará estão em diligências ininterruptas na região. O caso foi na Praça Clóvis Beviláqua, no Centro da Cidade.

Conforme apuração da TV Verdes Mares, as vítimas estavam em um bar, ao lado da praça, quando os suspeitos chegaram de carro e motocicletas no local.

Os atiradores teriam retirado as vítimas do bar e colocado o grupo enfileirado na praça. Em seguida, os suspeitos dispararam contra nove pessoas.

Praça Clóvis Beviláqua foi isolada pela polícia

 

Três mulheres, com idades de 16, 23 e 25 anos, e quatro homens, com idades de 18, 21, 24 e 26 anos, foram mortos a tiros. A mulher, de 23 anos, já possuía passagens por homicídio, tráfico de drogas, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo e estava tornozelada.

Já o homem, de 24 anos, possuía passagens por posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Outras duas vítimas lesionadas foram socorridas para uma unidade de saúde.

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também coletou vestígios que irão colaborar com as investigações, que estão a cargo da Delegacia Municipal de Viçosa do Ceará.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.