Segurança pública deverá ser tema de debates durante o período eleitoral em Sobral

O desafio constante de combater a criminalidade fica cada dia mais difícil para a polícia militar, que enfrenta problemas no quantitativo do efetivo, diante de um número grande de ocorrências a serem atendidas, na grande maioria concentradas na sede do município. A População dos detritos e comunidades rurais exige melhores aparelhamento de segurança pública e manutenção desses serviços de segurança em suas localidades.
Nesse sentido, as elaborações das políticas municipais de segurança pública precisam de mais proximidade com as comunidades para tornar-se uma política de pertencimento que atenda às necessidades urgentes da população. O momento eleitoral e oportuno para os prováveis pré-candidatos pactuarem na construção coletiva de um Plano Municipal de Segurança Pública com o envolvimento dos segmentos da sociedade civil organizada.
A ocasião exigi que a Prefeitura Municipal de Sobral, por meio da Secretaria da Cidadania e Segurança, amplie o entendimento da sua Guarda Civil Municipal de Sobral (GCMS), de forma efetiva e permanentes nessas comunidades rurais. Uma corporação com mais de 23 anos de fundação, com trabalho já consolidado nas diversas frentes do serviço essencial do município, seja na organização do trânsito, segurança patrimonial, no patrulhamento ostensivo de segurança pública, defesa civil e no apoio das fiscalizações de urbanismo e sanitárias.
Nesse período de exigências da população, faz-se necessário a municipalidade rever a formação da sua política de segurança pública municipal, para a colher a elaboração do PLANO MUNICIPAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, que seja capaz de planejar, implementar, monitorar e avaliar projetos que tenham o objetivo de prevenir o crime e reduzir o sentimento de insegurança da população. Mais informações (AQUI
Além disso, a criação do Fundo Municipal de Segurança Pública, para garantir o financiamento e a execução das as ações da Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania, na manutenção dos serviços e equipamentos de segurança pública. Sempre auxiliados pelos Conselhos Comunitários de Segurança Pública, de forma consultivo com a participação dos segmentos sociais da população.
Via: Blog Célio Brito

- Advertisement -

Deixe uma resposta