Sobral está entre as 50 cidades mais violentas do Brasil, afirma Atlas da Violência

Quatro cidades do Ceará estão entre as 50 mais violentas do Brasil, conforme revelado pelo Atlas da Violência 2024, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) nesta terça-feira (18). Entre elas, Sobral ocupa a posição de número 38 no ranking, com uma taxa de homicídios estimada em 48,3 por 100 mil habitantes, destacando os desafios significativos na área da segurança pública que a cidade enfrenta.

Ocupando a 18ª posição geral no ranking geral, Maracanaú foi a cidade cearense com maior taxa de homicídios da lista, com estimativa de 58 homicídios por 100 mil habitantes.

As outras três cidades que aparecem entre as 50 mais violentas são Caucaia (56,2), Sobral (48,3) e Fortaleza (45,3).

O estudo revela que Sobral, além de ser um importante polo econômico e cultural do estado, também enfrenta altos índices de criminalidade, o que tem impactado diretamente a vida dos seus moradores. As autoridades locais têm buscado soluções para conter a violência, incluindo o reforço das políticas de segurança e o aumento da presença policial em áreas críticas.

A metodologia do Atlas leva em conta o número de homicídios estimados, incluindo os que foram registrados e somando aos homicídios ocultos (ver abaixo). Segundo o estudo, esse dado traz mortes violentas que não foram assinaladas como homicídio pelo estado, mas que têm grande probabilidade de serem homicídios.

Confira as 50 cidades com maiores taxas de homicídios estimados por 100 mil habitantes:

  1. Santo Antônio de Jesus (BA) – 94,1
  2. Jequié (BA) – 91,9
  3. Simões Filho (BA) – 81,2
  4. Camaçari (BA) – 76,6
  5. Juazeiro (BA) – 72,3
  6. Altamira (PA) – 71,3
  7. Sorriso (MT) – 70,5
  8. Cabo de Santo Agostinho (PE) – 66,9
  9. Salvador (BA) – 66,4
  10. Feira de Santana (BA) – 66,0
  11. Mossoró (RN) – 64,3
  12. Itabaiana (SE) – 60,9
  13. Itaguaí (RJ) – 59,9
  14. Eunápolis (BA) – 59,8
  15. Ilhéus (BA) – 59,3
  16. Luís Eduardo Magalhães (BA) – 58,4
  17. Queimados (RJ) – 58,4
  18. MARACANAÚ (CE) – 58,0
  19. Teixeira de Freitas (CE) – 57,8
  20. Vitória de Santo Antão (PE) – 57,4
  21. CAUCAIA (CE) – 56,2
  22. Macapá (AP) – 55,8
  23. Manaus (AM) – 55,7
  24. São Gonçalo do Amarante (RN) – 54,4
  25. Marituba (PA) – 53,7
  26. Marabá (PA) – 53,3
  27. Santana (AP) – 53,0
  28. Paranaguá (PR) – 52,8
  29. Itaituba (PA) – 51,9
  30. Lauro de Freitas (BA) – 51,1
  31. Alagoinhas (BA) – 51,0
  32. Porto Seguro (BA) – 49,9
  33. Paragominas (PA) – 49,3
  34. Nossa Senhora do Socorro (SE) – 48,9
  35. Camaragibe (PE) – 48,7
  36. Parauapebas (PA) – 48,5
  37. Garanhuns (PE) – 48,4
  38. SOBRAL (CE) – 48,3
  39. Rio Grande (RS) – 47,9
  40. Itabuna (BA) – 47,7
  41. Porto Velho (RO) – 47,6
  42. Parnaíba (PI) – 47,5
  43. Ji-Paraná (RO) – 47,5
  44. Castanhal (PA) – 45,8
  45. Patos (PB) – 45,6
  46. Santa Rita (PB) – 45,4
  47. FORTALEZA (CE) – 45,3
  48. Cariacica (ES) – 45,0
  49. Serra (ES) – 44,9
  50. Recife (PE) – 44,7

Com informações do G1 Ceará 

Com informações do G1 Ceará

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.