Sobral não registra mortes por Covid-19 desde agosto deste ano

O município de Sobral, localizado na região norte do Ceará, registrou a última morte por Covid-19 há quase dois meses, em 5 de agosto deste ano. Um outro óbito, ocorrido no dia 21 do mesmo mês, está em investigação de endereço, conforme a Secretaria da Saúde do município, para verificar se a pessoa que morreu é residente de Sobral. O registro, no entanto, já está confirmado no sistema do IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), como óbito de um sobralense.

Em agosto, seis óbitos pela doença foram registrados na cidade e o número total de sobralenses que morreram por Covid-19 chegou a 737. Nem sempre o óbito é informado no dia que aconteceu, aponta a Secretaria. “Antes de informar confirmamos com os resultados de exames, se realmente é de Sobral”, afirma o órgão. Contudo, os seis óbitos informados pela Prefeitura incluem a morte que está em investigação, conforme dados do IntegraSUS.

Já em relação ao número de casos confirmados, a estatística chega a 27.539 registros. Há ainda quatro óbitos e cerca de mil casos em investigação, sem diagnóstico fechado.

No período mais crítico da pandemia, entre os meses de março e abril deste ano, Sobral chegou a contabilizar 12 mortes em apenas um dia. Considerando todo o tempo da crise na saúde, iniciada em março de 2020, a média de mortes diárias é de 3,51 episódios. A maior parte das vítimas tinha 70 anos ou mais e quase metade delas tinha alguma comorbidade.

A rede hospitalar do município registrou nessa terça-feira, 5, ocupação de 27,5% nos 40 leitos ativos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 29,41% nas 34 enfermarias ativas. No dia 27 de março, o município chegou a ter 174 leitos ativos e ocupação de 97,58%. Nesse período, as taxas chegaram a bater a lotação máxima em pelo menos quatro dias, segundo dados do IntegraSUS.

De acordo com o vacinômetro da Prefeitura de Sobral, 99,3% dos sobralenses acima de 12 anos receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 67,5% completou o esquema vacinal, ou seja, já recebeu as duas doses ou o imunizante de dose única. Ao todo, 275.342 doses foram aplicadas na cidade.

Como em todo o Estado, a população está sendo vacinada desde o fim da janeiro. A imunização teve início pelos profissionais da saúde e idosos, seguidos dos demais grupo prioritários. A vacinação do público geral no município teve início no dia 5 de junho. Já os adolescentes da cidade começaram a ser vacinados em 26 de agosto. (Colaborou: Marcela Tosi)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.