Superlotado, maior pronto-socorro do AM recusa novos pacientes

Ambulâncias que chegaram ao hospital 28 de Agosto por volta de 13h precisaram buscar vagas em outras unidades.

maior pronto-socorro do Amazonas, o HPS 28 de Agosto, está superlotado e parou de receber novos pacientes por volta de 13h desta sexta-feira (15). Ambulâncias que chegaram ao local com doentes tiveram que sair em busca de vagas em outras unidades.

O colapso no sistema de saúde ocorre após recorde de novas internações por Covid-19. A superlotação também gerou falta de oxigênio nos hospitais. Por conta do caos, o governo começou a transferir internados para outros estados brasileiros.

Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto passou a reduzir o oxigênio disponibilizado aos pacientes para “racionar o uso”, nesta quinta (14). Familiares protestaram em frente à unidade revoltados com a medida.

Nesta sexta-feira (15), o Hospital Delphina Aziz, referência para tratamento de casos de Covid, também anunciou superlotação. Por conta disso, o Exército começou a montar uma enfermaria de campanha, com 60 leitos, na área externa da unidade.

Mais de 223 mil pessoas foram infectadas pela Covid em todo o estado, e mais de 5,9 mil morreram até esta quinta-feira (14). O boletim atualizado pela Secretaria Estadual de Saúde apontou que mais de 1,5 mil pessoas com Covid estavam hospitalizadas.

Video no G1: g1.globo.com/am/amazonas/video/familiares-dizem-que-hospital-reduziu-oxigenio-de-pacientes-com-covid-19-9179080.ghtml

Fonte: Portal G1

Deixe uma resposta