Suspeito de assaltar e manter mulher refém é preso um dia após crime e solto por falta de flagrante

Um dos suspeitos de fazer uma funcionária refém durante uma tentativa de assalto a uma loja na cidade de Senador Pompeu, no interior do Ceará, foi preso em Fortaleza na noite de quarta-feira (6), um dia após o crime.

O homem de 23 anos, que não teve a identidade informada, foi levado a uma delegacia plantonista, porém o delegado “não viu elementos para lavrar a prisão em flagrante”, o que ocasionou a soltura do suspeito.

“Em razão do lapso temporal entre a data da ocorrência em que o indivíduo é suspeito, e a data da captura, a autoridade policial decidiu pela não lavratura do auto de prisão em flagrante delito, por entender que o conduzido não se encontrava mais em estado flagrancial, conforme o que estabelece o artigo 302, do Código de Processo Penal”, disse a Polícia Civil.

Ainda de acordo com a polícia, um inquérito foi registrado, e a Delegacia Regional de Senador Pompeu segue investigando o caso.

Funcionária mantida refém

Durante o assalto, dois criminosos mantiveram uma funcionária da loja refém. Imagens feitas por testemunhas mostram os assaltantes levando a mulher à força para um veículo na frente da loja.

Ambos estavam armados e um deles segurava uma bolsa. Na ocasião, um dos assaltantes gritou: “Se você atirar, nós atiramos também”.

Segundo a Polícia Militar, os suspeitos armados e encapuzados tomaram um veículo de assalto na entrada da cidade no início da manhã.

A polícia afirmou que a mulher foi liberta momentos depois e resgatada pelos agentes às margens da BR-226. O carro utilizado pelos suspeitos foi apreendido.

Fonte: G1 CE

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.