TRE confirma cassações de prefeito, vice e vereadores de Pacujá

Após vários meses paralisado, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) julgou o processo que envolve a cúpula do poder no município de Pacujá. Por unanimidade (7 x 0), a Corte confirmou as cassações dos mandatos do prefeito Raimundo Filho, do vice-prefeito e de quatro vereadores da cidade, mantendo a decisão de primeira instância, proferida em outubro do ano passado.
.
Muitas especulações e movimentos de bastidores, que tentaram travar a ação efetiva da Justiça e garantir a impunidade dos poderosos, marcaram o andamento do caso. No entanto, o TRE-CE mostrou-se altivo e manteve o padrão que lhe é corriqueiro nos últimos anos, ao não permitir que pressões indevidas contaminassem o julgamento.
Conforme as investigações do Ministério Público, corroboradas por um vasto conjunto de provas, as eleições de 2020 em Pacujá foram corrompidas por uma série de crimes. A defesa alegou que as provas que embasaram a condenação de primeira instância não teriam sido obtidas de forma legal, porém os desembargadores reiteraram a plena validade do vasto e impactante material probatório.
.
Do julgamento, ainda cabem recursos internos ao TRE-CE, que não têm efeito prático para reverter o teor da sentença, mas apenas adiar a saída dos mandatários dos seus cargos. No caso do processo que envolve o grupo da oposição, ele ainda não foi avaliado pelo Tribunal, o que deverá ocorrer nas próximas sessões de julgamento.
Após todos os trâmites formais, haverá a realização de novas eleições em Pacujá para a disputa do comando da Prefeitura. Já os vereadores cassados serão substituídos pelos suplentes. Com a aguardada confirmação da Justiça, o município viverá muitas emoções políticas.

.

Informações: Jr. Rodrigues 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.