Tribunal Regional Eleitoral diploma candidatos eleitos no Ceará

Os 71 candidatos do Ceará eleitos no pleito deste ano foram diplomados ontem, em cerimônia realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no Centro de Eventos. Receberam o diploma o governador Camilo Santana e a vice-governadora Izolda Cela, 22 deputados federais e 46 estaduais, além do senador Tasso Jereissati. O momento foi marcado pelo encontro de antigos desafetos e especulações sobre a composição da próxima gestão estadual, que deve ser anunciada na próxima semana.
O governador Cid Gomes não compareceu à cerimônia, sendo representado na mesa oficial pelo chefe de gabinete do Governo do Estado, Danilo Serpa. Única a discursar na ocasião, a presidente do TRE, desembargadora Iracema do Vale, alertou para a importância do mandato a ser assumido a partir de 2015, ressaltando a decepção do eleitorado com a prática política.
O primeiro a ser diplomado na cerimônia foi Camilo Santana, que estava acompanhado dos filhos e do pai, Eudoro Santana, um dos principais articuladores da campanha do filho. Na mesa do evento, estavam representantes da Justiça Eleitoral e autoridades do Estado. Dos três senadores cearenses, só Eunício Oliveira não foi ao evento.
Reencontro
Antes do início do evento, Tasso Jereissati cumprimentou o ex-aliado Ciro Gomes. Ambos romperam na eleição de 2010. “Você está velho, rapaz”, afirmou Tasso em tom descontraído. “O tempo passa”, respondeu Ciro. Tasso também conversou com a mãe de Ciro, dona Maria José Ferreira Gomes, que foi assistir à diplomação do filho Ivo Gomes, eleito deputado estadual.
“Não existe nenhuma inimizade, existe diferença política. Sou contra tudo isso que a gente vive hoje (corrupção)”, afirmou Tasso, ao ser questionado sobre a relação com Ciro. “O governo do Cid não foi péssimo. Ele tem uma visão construtivista de olhar só para as obras. Tem que olhar para a consequência da obra”, acrescentou.