Universitárias do Ceará desenvolvem software para diagnosticar e medir as ações da Cultura da Generosidade Alterista nas empresas

Um software está sendo desenvolvido para diagnosticar e medir as ações da Cultura da Generosidade Alterista nas empresas, que nada mais é do que o ato de ajudar outras pessoas sem prejudicar suas decisões e seus próprios interesses. Essa novidade vinda da Universidade Federal do Ceará, do campus de Russas, é resultado de um projeto idealizado pelo InsAB (Instituto de Alterismo do Brasil) em parceria com o programa Meninas Digitais do Vale.

O projeto tem como objetivo ajudar organizações que visam promover melhores condições de trabalho a todas as pessoas, mapeando ações inclusivas e diversas, além de impulsionar mulheres na área do TI, que ainda carece de representatividade feminina.

De acordo com pesquisa realizada em 2021 pela empresa de recrutamento Michael Page, menos de 20% dos cargos das áreas de tecnologia no Brasil são ocupados por mulheres. Em toda a América Latina, elas ocupam menos de 30% dos cargos de liderança no setor.

Meninas Digitais do Vale tem o objetivo de mudar esses números e, assim, fortalecer a participação feminina nos cursos de graduação da área de TI.  O projeto é parceiro do programa Meninas Digitais da SBC (Sociedade Brasileira de Computação) que incentiva e apoia a criação de projetos que divulgam a computação para estudantes mulheres do ensino fundamental e médio.

Junto com o InsAB, duas professoras e seis alunas do programa – entre 19 e 22 anos – iniciam a criação de um software inovador. De acordo com Cris Zanata, CEO e fundadora do Instituto, a plataforma poderá ser utilizada para o gerenciamento de indicadores das empresas que realizam consultorias com o InsAB. “Na plataforma, serão gerenciados os dados das empresas relacionados à implementação da Cultura da Generosidade Alterista, que acredita na transformação da cultura organizacional por meio de ações de diversidade, equidade e inclusão, e indicadores para acompanhamento de sua evolução”, afirma ela.

Anna Beatriz Marques, professora e coordenadora do projeto Meninas Digitais do Vale, explica que o software está em fase inicial de desenvolvimento, mas que ela e a equipe do projeto já têm a metodologia de como tudo será realizado.

“Utilizaremos a metodologia Design Thinking por ter as características que consideramos inerentes ao projeto: inovação, colaboração, empatia e experimentação. Em conjunto, adotaremos a metodologia ágil Scrum para o gerenciamento do projeto, por apoiar entregas incrementais do software, a comunicação e validação constante do Instituito InsAB e a melhoria contínua do trabalho da equipe e do software”, explica ela.

De acordo com ela, será adotado o conceito de MVP (sigla em inglês para Minimum Viable Product – ou Produto Mínimo Viável), que significa construir a versão mais simples e enxuta de um produto, empregando o mínimo possível de recursos para entregar a principal proposta de valor da ideia.

“O MVP consistirá nos módulos de cadastro de empresas e gerenciamento de indicadores de diagnóstico. O gerenciamento dos indicadores é o recurso mais complexo da plataforma, pois requer maior conhecimento sobre a metodologia, procedimentos e cálculos realizados sobre os dados coletados em pesquisas nas empresas. Os indicadores são de diferentes tipos e formatos de visualizações de dados. Estimamos a entrega para fevereiro de 2024”, prevê Beatriz.

“Estamos entusiasmadas com a possibilidade de vivenciar esta experiência profissional no desenvolvimento da plataforma, durante a qual adotaremos metodologias de Engenharia de Software e Interação Humano-Computador. Teremos ainda a oportunidade de contribuir para a promoção da igualdade de género nas empresas, objetivo alinhado à missão das Meninas Digitais do Vale”, finaliza Beatriz.

Sobre o InsAB: O InsAB é a primeira consultoria do Brasil a implementar a Cultura da Generosidade Alterista (com limites) nas empresas com o objetivo de preparar o ambiente e engajar as pessoas, de forma genuína, para o acolhimento das ações de diversidade, equidade e inclusão.

Sobre Meninas Digitais do Vale: Por mais Mulheres na TI! Esta é a principal motivação do projeto Meninas Digitais do Vale, que iniciou suas atividades no dia 09 de abril de 2018. A ideia do projeto é fortalecer a participação feminina nos cursos de graduação da área de TI da Universidade Federal do Ceará do campus de Russas. O projeto é parceiro do programa Meninas Digitais da SBC (Sociedade Brasileira de Computação)

6 Comentários
  1. anafranil ohne Probleme kaufen Diz

    Why viewers still make use of to read news papers when in this
    technological globe all is presented on web?

  2. Analytical & Research Agency Diz

    It’s very interesting! If you need help, look here: ARA Agency

  3. ecommerce Diz

    Good day! Do you know if they make any plugins to assist with Search Engine Optimization? I’m trying to get my blog to
    rank for some targeted keywords but I’m not seeing very good gains.
    If you know of any please share. Appreciate it! You can read similar blog here: Ecommerce

  4. sklep internetowy Diz

    Thank you for sharing your info. I truly appreciate your efforts and I am waiting for your
    next write ups thank you once again. I saw similar
    here: Dobry sklep

  5. najlepszy sklep Diz

    I am not sure the place you’re getting your information, however good topic.
    I must spend some time learning more or understanding more.
    Thanks for great information I was looking for this
    information for my mission. I saw similar here: Sklep online

  6. najlepszy sklep Diz

    Wow, awesome weblog format! How lengthy have you been blogging for?
    you made blogging glance easy. The entire look of your website is magnificent,
    as smartly as the content material! You can see similar here ecommerce

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.