Universitários são presos em flagrante por tráfico na maior apreensão de droga sintética no Cariri em 2020

Dois estudantes universitários foram autuados em flagrante por tráfico de drogas na região do Cariri após abordagem da Polícia Civil na zona rural do município de Mauriti, aproximadamente 64 km de Juazeiro do Norte. O casal estava em posse de 750 comprimidos de ecstasy e 25 selos de LSD. O volume de entorpecentes ilícitos representa a maior apreensão de droga sintética na região em 2020.

Os envolvidos foram identificados pela Polícia como George Otávio Ferreira Sampaio, de 20 anos e estudante de Medicina em uma universidade no Paraguai, e Hanna Maria Teófilo Barroso Leite, de 22 anos, sendo estudante de psicologia. Ambos não possuíam antecedentes criminais antes da abordagem que ocorreu na noite de segunda-feira, 23.

A droga é oriunda de João Pessoa, capital do estado da Paraíba, segundo investigação preliminar da Polícia. A dupla teria recebido o material na cidade de Conceição, município paraibano mais próximo da fronteira cearense, e estaria retornando ao Ceará para realizar a distribuição na região do Cariri.

Abordagem dos envolvidos ocorreu na CE 384 enquanto eles trafegavam em uma motocicleta rumo a Mauriti, no sentido de Juazeiro do Norte, portando uma caixa. Ao serem abordados pela Polícia, a droga dentro da caixa foi descoberta e o casal preso em flagrante.

A dupla foram encaminhada à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, que por meio do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas, dará continuidade às investigações. O foco, segundo a Polícia Civil, é encontrar outros envolvidos no esquema de tráfico de drogas sintéticas na região. Com o casal, dois aparelhos celulares foram apreendidos, e devem ajudar na apuração no caso.

Com os autos do processo iniciados, a população pode contribuir com denúncias e/ou informações que auxiliem no trabalho da Polícia. O sigilo e o anonimato são garantidos para quem se dispuser a ajudar. Para repassar informações, basta entrar em contato com o número (88) 99861-6987. O número é também o WhatsApp do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas, e pode receber denúncias via mensagem no aplicativo.

Deixe uma resposta