Wesley Safadão é denunciado por deputada conservadora por suposta erotização da própria filha

Wesley Safadão foi denunciado na Ouvidoria do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) por suposta erotização infantil da filha Ysis, de 8 anos. A denúncia foi feita pela deputada federal Eliza Virginia (PP-PB).

Safadão é denunciado por erotização infantil

A parlamentar denunciou o cearense após a divulgação da nova música, “Macetando”, que conta com participação da menina. A canção faz referência ao ato sexual.

“Chama as amiguinha, o baile vai ferver / Só quem é gostosa levanta a mão aê / Sentando, sentando, sentando, sentando, novinha sentando, sentando, sentando / Ma-macetando”, diz parte da música.

 

A parlamentar do PP usou as redes sociais para argumentar sobre a denúncia.

“No uso das minhas atribuições como mãe, como mulher, como cidadã cristã e deputada federal, coloquei agora no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos uma denúncia que apresento em relação ao vídeo que tem circulado na rede de Safadão. Há evidente erotização infantil que fere o Estatuto da Criança e do Adolescente em seu artigo terceiro, que estabelece que a criança e o adolescente gozem de todos os direitos fundamentais e inerentes à pessoa humana sem prejuízo da proteção integral, o que você, Wesley, não está fazendo”, disse ela.

 

Em contato com o Grupo Cidade de Comunicação (GCC), a equipe do artista se pronunciou sobre o assunto.

“Até o presente o momento, o artista não foi notificado ou intimado e não se pronunciará sobre o caso”, afirma o documento.

 

A ONDH afirmou que “não divulga os nomes dos envolvidos para preservar a integridade e confiabilidade do mecanismo de denúncia”.

Confira publicação da parlamentar nas redes sociais

“E que comecem os trabalhos no congresso nacional! Wesley safadão, artista tão aclamado por essa geração, faz jus ao seu nome artístico, agora evolvendo sua filha, menor, em suas músicas que fazem alusão obscena, conotações sexuais explícitas! Isso é um absurdo!

Não me calarei diante de tamanha barbaridade. Sabemos que esse “artista” tem grande influência, portanto deve ser corrigido de maneira exemplar e pública, para desencorajar os fãs de carteirinha na sexualização de suas próprias crianças.

Como parlamentar, me sinto comissionada a denunciar e cobrar providências para absurdos como esse!

Sempre em defesa da vida e da família.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.