Adolescente que estava desaparecida é encontrada morta em São Benedito

Um jovem de 18 anos foi preso e duas adolescentes, de 14 e 16 anos, apreendidas suspeitos de envolvimento na morte de Lizandra Bandeira Saraiva, de 16 anos

Na tarde dessa quinta-feira, 30, o corpo da adolescente Lizandra Bandeira Saraiva, de 16 anos, foi encontrado em um penhasco da localidade de Sítio Espadeiro, na Zona Rural de São Benedito (Serra da Ibiapaba). Ela estava desaparecida desde a última sexta-feira, 24, quando saiu de casa para ir à escola.

Após diligências da Polícia Militar, um jovem de 18 anos foi preso e duas adolescentes, de 14 e 16 anos, apreendidas suspeitos de envolvimento na morte de Lizandra.

Em depoimento na Delegacia Regional de Tianguá, também na Serra da Ibiapaba, José Lucas Ferreira dos Santos confessou que matou a vítima a tiros, após pedir que as duas adolescentes a atraíssem para o local do crime.

As garotas disseram que assim fizeram porque se sentiram ameaçadas por José Lucas, o que ele nega. Conforme o depoimento das adolescentes, elas chamaram Lizandra afirmando que haveria uma festa em uma região onde há piscinas naturais.

Câmeras de vigilância chegaram a flagrar o momento em que Lizandra e as duas adolescentes caminhavam em direção à localidade onde o crime ocorreu.

José Lucas encontrou-se com as garotas durante o caminho, juntando-se a elas. Chegando ao local, Lucas diz ter sacado um revólver calibre 32 e atirado na cabeça de Lizandra, enquanto eles desciam em direção às piscinas.

A vítima ainda estava de costas quando foi atingida pelos disparos. Como a adolescente não morreu de imediato, José Lucas disse ter matado-a a pedradas. O corpo de Lizandra foi encontrado em uma área de difícil acesso e o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para realizar o resgate.

O crime teria sido motivado por Lizandra namorar um jovem que seria integrante da facção criminosa Comando Vermelho (CV), enquanto José Lucas diz ser integrante da facção Terceiro Comando Puro (TCP).

A arma usada no crime seria do “patrão” e “padrinho” de José Lucas no TCP. Este homem ainda não foi localizado. O suspeito deve passar por audiência de custódia ainda nesta sexta-feira, 31.

Fonte: O Povo Online

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.