Bem perto da vaga à Copa, Brasil tem teste difícil diante do Uruguai

Tite traz seleção com seis vitórias consecutivas nas Eliminatórias
Na temporada passada, o Brasil superou a desconfiança pelo mau começo nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Além disso, passou por outros testes, como superar o Equador na altitude de Quito e vencer a Argentina no Mineirão. Hoje, às 20 horas, a seleção do técnico Tite já faz as contas para se classificar ao Mundial, porém terá pela frente outro obstáculo, desta vez com grau de dificuldade maior: o Uruguai, em Montevidéu. O adversário é vice-líder — quatro pontos a menos que o Brasil — e dono da melhor campanha como mandante.
Em seis jogos no Centenário pelas Eliminatórias Sul-Americanas, o Uruguai ganhou todos e fez 12 gols. São 25 partidas sem perder em casa, entre compromissos oficiais e amistosos. A última derrota foi em 2009, 1 a 0 para a Argentina no qualificatório para o Mundial de 2010. Para completar, estará em campo o artilheiro das Eliminatórias, Cavani, com oito gols.
Para o Brasil não está longe a vaga na Copa. Nas cinco edições anteriores do torneio no formato atual, quem se classificou ao Mundial de forma direta, sem repescagem, atingiu aproveitamento de 53%, o que equivale a 28 pontos, um a mais do que a seleção já soma. “Estamos trabalhando para jogar a Copa. Isso é o objetivo, o nosso grande foco desde quando começamos. Sabemos que será um jogo difícil, mas é a realidade das Eliminatórias”, afirmou Paulinho.

A situação do Brasil é confortável a seis rodadas do fim do torneio porque nos seis jogos anteriores foram só vitórias — 18 pontos. Porém, a seleção não consegue se garantir matematicamente na Rússia nesta rodada. A vaga pode ser confirmada na terça, contra o Paraguai, apenas se outros resultados colaborarem.

RODADA
Argentina e Chile se enfrentam hoje, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, em duelo decisivo. O Chile é 4º colocado com 20 pontos, um a mais que a Argentina, que está em 5º e hoje precisaria disputar a repescagem. A Colômbia, por sua vez, recebe a Bolívia e pode chegar a 21. Uma derrota em Buenos Aires, assim, pode tirar argentinos ou chilenos do G-4. Fora de casa, o Equador (3º, 20 pontos) encara o Paraguai, que tem apenas 15 pontos e precisa vencer para se manter com chances de ir à Copa. Também fora de casa, o Peru entra em campo precisando vencer para se manter com alguma esperança de se classificar. O time tem 14 pontos e enfrenta a lanterna Venezuela. ( Com AE)

Jonas Deison

Somos um portal de notícias focado na cidade de Sobral, Ceará. Prezamos sempre pela notícia verdadeira e sem conteúdo apelativo. Contato: (88) 99222-3363 | (88) 99632-4226 Administrador: Jonas Deison

Deixe uma resposta